Doenças de Hamsters: Sintomas

Doenças de hamsters: sintomas - Petlove - O Maior Petshop Online do Brasil

Doenças de Hamsters: Sintomas.

Os hamsters são uma ótima opção de animais de estimação para pessoas que vivem nas grandes cidades, uma vez que não precisam de muito espaço ou de tempo com seus cuidados. No entanto, são assustadiços e bastante frágeis, por isso é muito importante saber conquistar sua confiança e também como manipulá-los corretamente. Ao contrário do que muitos pensam, os hamsters são capazes de estabelecer laços de afetividade com o dono e são bastante dóceis. Mesmo que esses bichinhos possam viver confortavelmente sem qualquer tipo de interação com o dono, é importante socializá-los desde filhotes. Animaizinhos acostumados com o contato facilitam manejos como a inspeção periódica da saúde e a limpeza da gaiola, procedimentos essenciais para uma vida longa e saudável.

Os hamsters são considerados animais de estimação resistentes. Se forem alojados devidamente e alimentados de forma correta, raramente ficam doentes. Contudo, as doenças, nesses roedores pequeninos, são de desenvolvimento rápido e podem matar em pouco tempo. Exatamente por esse risco é importante que os donos estejam constantemente atentos a qualquer mudança nesses animaizinhos.

Os sintomas de doenças que os donos percebem melhor nos hamsters são mudanças de comportamento, tais como a letargia ou caminhar aninhado. Outros sinais que podem aparecer são a perda de apetite, espirros, descargas do nariz ou olhos, cauda molhada e queda de pelo. As afecções comuns em hamsters incluem abcessos, infecções respiratórias, parasitas, diarreia, problemas dentários e hibernação, entre outras. Ao se desconfiar de que um hamster esteja doente, o procedimento habitual é isolá-lo numa gaiola e lhe fornecer uma fonte de calor, fazê-lo beber água e mantê-lo alimentado. É muito importante também levá-lo ao veterinário e seguir as suas recomendações.

O manejo adequado das gaiolas e do habitat do hamster pode prevenir doenças. O ambiente desses animais deve ser mantido limpo e ser confortável para o bichinho. Para facilitar a limpeza recomenda-se a utilização de produtos à base de madeira, como um granulado higiênico de madeira, desenvolvido para essa finalidade e que não representa riscos à saúde do pet, ao contrário da serragem, que pode provocar irritação nos olhos do bichinho. Os hamsters possuem o hábito de construir seu próprio ninho, para isso o dono deve cobrir o fundo da gaiola com algo que os possibilite construir sua caminha confortável. Não é recomendável que se utilize folhas de jornais ou de revistas, uma vez que possuem produtos tóxicos que podem prejudicar o fígado do bichinho. Para essa finalidade estão disponíveis produtos desenvolvidos especificamente para essa finalidade, como o PipiPet WC Cama para Roedores, que não representa risco algum à saúde do pet. Outro fator importante, quanto aos cuidados com um hamster, é o banho. Atualmente, diversos pós para banho e cosméticos para hamster estão disponíveis no mercado e, por serem produtos desenvolvidos para essa finalidade, não prejudicam a saúde do pet.

Garantir aos hamsters uma vida saudável e confortável deve ser o principal objetivo daqueles que gostam desse tipo de pet e desejam criá-lo, e o mais importante é levá-lo ao veterinário assim que for notada qualquer uma das alterações citadas anteriormente, para que seja evitado qualquer tipo de problema.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário