Gata prenhe: O que fazer e quais cuidados necessários

Os filhotes de gatos são muito fofos e isso não é novidade. Mas para a chegada dessas bolinhas de pelo ao mundo, é necessário um ciclo de aproximadamente 60 a 70 dias e muito cuidado e dedicação, tanto da mamãe felina quanto dos pais humanos. Hoje iremos falar tudo o que você precisa saber sobre gestação em gatas.

Gata prenhe: O que fazer e quais cuidados necessários

Como funciona o cio de uma gata?

É de conhecimento que os gatos são altamente reprodutivos. Costumam atingir a maturidade sexual entre seis a sete meses de idade e as gatas, ao contrário das cadelas, não têm o cio definido em um período, podendo estar apta para gestar diversas vezes ao ano, em especial no verão e primavera (por terem dias mais longos e mais iluminados).

Os sinais que sua gata dá ao entrar no cio nem sempre são muito aparentes, mas em geral ela poderá ficar mais dengosa, se esfregando em móveis e objetos, vocalizando em tom alto e estridente e muitas vezes podendo até ficar estressada e tentar fugir de casa.

Uma curiosidade é que alguns dias após a fecundação, a gatinha ainda poderá entrar no cio e consequentemente acasalar novamente com outro macho, ocasionando muitas vezes filhotes com aparência e tamanhos diferentes. É preciso muito cuidado, pois os filhotes desta “segunda gestação” nascerão prematuros! 

Devido a essa facilidade para gerar filhotes, os pais desses pets precisam ficar atentos às  suas fêmeas para evitar uma prenhez indesejada e consequentemente uma superpopulação de gatos, o que infelizmente pode levar ao abandono. O mais recomendado é sempre a castração assim que sua gata ou gato terminar de tomar as vacinas (aos cinco meses de idade, em média).

Como saber se minha gata está prenhe?

Agora, se a gestação não foi planejada e por algum motivo aconteceu por acidente, para descobrir que filhotinhos estão a caminho, você deve ficar atento a alguns detalhes.

 Primeiramente, é difícil identificar uma prenhez nas primeiras semanas, já que nenhuma grande mudança acontecerá com sua pet. Porém, entre 15 a 18 dias, alguns sinais poderão começar a surgir, como: mamas avermelhadas e salientes, a vagina poderá estar inchada, muitas gatinhas podem ficar mais dengosas e sonolentas e após o primeiro mês a barriga começa a ficar aparente.

Se a prenhez foi desejada, antes de acasalar, sua pet deverá passar por um check-up no médico veterinário para determinar se ela está apta e saudável a conceber, mas o ideal é que isso seja feito somente por criadores idôneos e não por leigos.

Caso você repare todos esses sinais, o mais certo a se fazer é levá-la ao médico veterinário, lá ele determinará se sua gatinha realmente tem uma gestação em andamento. Para certificar-se, o médico veterinário poderá usar a palpação e o exame de ultrassonografia a partir do vigésimo dia de gestação. O exame de radiografia é usado para calcular a quantidade de filhotes e só pode ser realizado próximo ao parto.

Gato ultrasom

Fases de uma gestação felina

É importante lembrar que a gestação das gatas é de aproximadamente 65 dias. Nesse período, ocorrem eventos importantes na fisiologia da sua pet:

Fase de início – Entre os dias 12 ao 24 da gestação, os filhotinhos irão começar a desenvolver seus órgãos e estarão fixados no útero de sua mãe. A quantidade de filhotes na gestação de uma gata varia entre quatro e seis.

Após o primeiro mês – Nesse estágio, entre a sexta e a nona semana, ocorre o desenvolvimento acelerado dos filhotes e a mãe ganhará peso decorrente desse crescimento dos filhotes e irá demonstrar um cansaço acima do normal.

Fase final – Após passar por todas as fases, os últimos dias de gestação ficarão mais evidentes. A mamãe começará a procurar seus lugares favoritos e preparar o “ninho” para a chegada dos filhotes, apresentará um comportamento mais instintivo de proteção e em alguns casos pode até se isolar.

Cuidados necessários

Após a confirmação por um médico veterinário que a família irá crescer, as precauções e cuidados são similares de uma gestação humana. Sua gata terá que realizar exames e check-ups durante esse período para certificar-se que está tudo bem. É de extrema importância que um profissional acompanhe a gestação da sua pet. Depois dos cuidados médicos, em casa sua gata precisará de seu apoio também.

Alimentação – Os nutrientes e vitaminas necessários devem estar presentes na alimentação de uma forma balanceada. Após o primeiro mês, a quantidade diária de ração deverá ser aumentada de acordo com a instrução de um médico veterinário, geralmente a ração normal é substituída por uma de filhotes, já que a quantidade nutricional é maior. Se a prenhez for planejada, a ração de filhote deve ser dada antes dela gestar, pra já ir preparando a gata para receber os filhotes, evitando desnutrição e partos com deficiência de cálcio. Fique atento, pois, não é recomendado oferecer suplementação sem a orientação médica, isso poderá causar danos ao desenvolvimento dos filhotes.

Atividade física – Se sua gatinha for uma grande desbravadora de brincadeiras e bastante agitada, esse comportamento pode atenuar durante a gestação. Mas continue estimulando a brincadeira sempre respeitando os limites dela. Algumas coisas devem ser evitadas após o primeiro mês de gestação, como deixar ela pular e escalar lugares muito altos.

Enjoos, náuseas, fadiga e cansaço –  No terço final da gestação, é comum que a gata apresente alguns episódios de enjoo, fraqueza e cansaço. Agora, se estiver com uma frequência muito grande, procure seu médico veterinário de confiança.

Gata prenha

Preparação para o parto

Enfim chegou o grande momento. Se você acompanhou a gestação da sua pet desde o princípio saberá que após o 60º dia, os novos membros da família poderão chegar a qualquer instante. Fique atento a alguns detalhes:

Atenção redobrada – A sua gata pode parecer mais maternal, o que significa que ela ronrona mais e procura mais carinho e atenção da sua parte. Observe sua gata de perto, fique de olho a qualquer sinal que ela poderá dar de que algo está acontecendo. Gatas quando sentem que estão prestes a parir procuram um local tranquilo e aconchegante.

Proporcione o melhor local possível – Deixe esse momento muito confortável para sua gata prenhe. Ache um cantinho da sua casa que não seja tão quente ou frio, coloque a caminha preferida dela com lençóis ou toalhas limpas e sempre deixe muito bem higienizado. Peça para que seu médico veterinário acompanhe todo o processo, pois embora alguns animais consigam parir bem sozinhos, precisamos estar sempre preparados para intercorrências que podem colocar a vida da sua gatinha e dos filhotes em risco. 

Agora que você já sabe tudo sobre a gestação em gatos, sua gatinha poderá realizar o parto em segurança e os filhotes crescerão com muita saúde e serão muito amados pela nova família. Lembrando que para não haver uma prenhez indesejada, o mais recomendado é a castração.

Sobre o autor

Beatriz Mario

Beatriz Mario

Graduanda em Medicina Veterinária, sonho que tenho desde de criança, hoje sou conhecida como a louca dos gatos, mas nas horas vagas sou a louca dos bichos também, sem distinção. Tenho 10 lindos gatinhos resgatados e meu propósito é poder ajudar o máximo de pets possível (E seus pais e mães humanos escrevendo aqui no blog).

2 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.