Outubro Rosa: saiba mais sobre tumores de útero em gatas

O mês de outubro no Blog Petlove foi marcado por diversas matérias especiais a respeito da campanha mundialmente conhecida contra o câncer de mama: O Outubro Rosa. Já falamos sobre tumores de mama em cadelas e gatas, piometra e agora sobre os tumores de útero, que também merecem atenção dos pais de pet. Saiba mais sobre essa doença que pode afetar as gatas a seguir.

O que é tumor de útero em gatas?

Os tumores, também chamados de neoplasias, são definidos como um crescimento anormal das células, podendo ser benignos ou malignos. As neoplasias uterinas mais comuns em gatas são os leiomiomas, leiomiossarcomas e adenocarcinoma endometrial. Há vários tipos de tumores que podem afetar os gatos e os que acometem o útero não são tão comuns, mas requerem atenção.

O leiomioma é uma neoplasia que afeta o músculo liso de forma benigna e leiomiossarcoma é parecido com o leiomioma, só que maligno e com crescimento lento das células. Já o adenocarcinoma endometrial também é maligno e acomete o tecido que reveste o útero internamente, predispondo a gata ao desenvolvimento da piometra

Quais são as causas dos tumores uterinos?

Uma das principais causas para o desenvolvimento de tumores de útero em gatas é a influência hormonal, por conta da não castração ou da utilização indiscriminada de anticoncepcionais. Outros fatores que podem desencadear essas neoplasias é a idade avançada, predisposição genética e má alimentação. O uso de anticoncepcionais não é aconselhável, já que foi comprovado que predispõem a pet a desenvolver vários tipos de neoplasias, como os tumores de mama e de útero. A melhor forma de evitar o cio e a prenhez é a castração.

Principais sinais clínicos da doença

Normalmente, os tumores uterinos são assintomáticos, isso quer dizer que a gata raramente vai mostrar sinais de que está doente. Se a neoplasia for muito grande, pode comprimir o sistema urinário e gastrointestinal e alguns sinais como aumento abdominal, dificuldade para urinar e defecar podem ser observados.

Prevenção

A castração é o método mais eficaz de prevenir os tumores de útero na gatas, pois a pet sem o útero não irá mais entrar no cio e nem terá a liberação de certos hormônios reprodutivos. As consultas de check-up são fundamentais, pois nela o médico veterinário poderá avaliar o estado geral do animal e solicitar exames complementares quando necessário.

Sobre o autor

Beatriz Mario

Beatriz Mario

Graduanda em Medicina Veterinária, sonho que tenho desde de criança, hoje sou conhecida como a louca dos gatos, mas nas horas vagas sou a louca dos bichos também, sem distinção. Tenho 10 lindos gatinhos resgatados e meu propósito é poder ajudar o máximo de pets possível (E seus pais e mães humanos escrevendo aqui no blog).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.