Gato que se coça sem parar: o que fazer?

Quem tem um gato em casa sabe que o ato de coçar como os cachorros não é comum para eles. Diferentemente dos cães, os gatos costumam aliviar a coceira se lambendo excessivamente e nem sempre coçando fortemente com as patas.  A dúvida que fica é: até que ponto coçar é comum? A coceira excessiva pode ser identificada a partir do momento em que o felino começar a parar suas atividades comuns, como comer ou brincar, para se comichar, seja com a pata, boca ou unhas, de forma insistente.

De bate pronto, o primeiro pensamento que nos vem à cabeça quando falamos sobre coceira excessiva está relacionado a possíveis problemas de pele. Entretanto, as causas podem variar.

Gato que se coça sem parar: o que fazer?

Coceira excessiva em gatos – Parasitas

A infestação por pulgas é uma das causas mais comuns de coceira, tanto em gatos quanto em cachorros. Esses visitantes indesejados são do tipo hematófagos, isto é, que se alimentam de sangue. E para isso, eles mordem o pet incansavelmente, ocasionando em muita coceira e lambidas.

Os carrapatos também estão na lista dos parasitas que incomodam os felinos. Embora não sejam tão comuns nesta espécie, eles podem causar coceiras intensas, geralmente nas regiões das orelhas, entre os dedos e no pescoço. 

A infestação por ácaros em gatos também deve ser citada. As temidas sarnas podem acometer os felinos, mas felizmente, se livrar desses hóspedes é uma tarefa que pode ser simples. Produtos como o Advocate e o Zoetis Revolution, por exemplo, são extremamente eficazes no tratamento, prevenção e controle de pulgas, carrapatos e alguns tipos de sarnas em gatos.

Coceira excessiva em gatos – Alergias 

Outra causa habitual de coceiras excessivas em gatos são as alergias. Assim como os seres humanos, o organismo dos felinos rejeitam substâncias chamadas de “alérgenos” que, no geral, são consideradas inofensivas. As alergias alimentares são as mais comuns e podem causar coceiras pelo corpo todo. O melhor tratamento é oferecer uma dieta hipoalergênica, com proteínas hidrolisadas que tornam o alimento mais digestivo e com baixo risco de causar reações alérgicas, como a Ração Royal Canin Diet Hypoallergenic.

A atopia, como é conhecida a alergia a substâncias transportadas pelo ar, como a poeira, pode ocasionar muita coceira e irritação na pele do gato. Ela pode ser prevenida mantendo a limpeza da casa em dia, mas não é uma garantia. Já o diagnóstico pode ser realizado apenas com um dermatologista veterinário, que pode recomendar diferentes tipos de tratamento para acabar ou ao menos amenizar o problema.

Coceira excessiva em gatos – Estresse

Isso mesmo, gatos estressados podem se coçar de maneira compulsória. Para quem não sabe, os felinos são animais extremamente sensíveis e qualquer alteração em sua rotina pode estressá-los. Além disso, não oferecer um ambiente adequado, isto é, que atenda todos os seus instintos naturais, pode ocasionar, entre outros problemas comportamentais, ansiedade e estresse.

Casos como esse geralmente são diagnosticados apenas quando todos os outros problemas citados são descartados pelo médico veterinário, e a melhor prevenção é enriquecer o ambiente em que o pet passa a maior parte do tempo. Aliás, seja dito de passagem, pets que têm todos os produtos que precisam normalmente não apresentam problemas comportamentais ou emocionais, e ocorrências como essas podem ser mais fáceis de serem identificadas.

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É estudante de Jornalismo, apaixonado por animais e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.