Tudo sobre o cachorro Maltês

A origem do Maltês é controversa, alguns acham que foi originário da ilha de Malta, outros acham que já existiam desde 4000 AC e foi encontrado um registro em uma ânfora ateniense onde um Maltês é retrato, segundo arqueólogos o objeto é datado por volta de 500 AC.

A raça era utilizada como cachorro de companhia para as damas da realeza europeia. No século XX a raça se tornou a mais popular e querida pelos brasileiros.

Características do Maltês

Variações

No começo do século 19 existiam 9 tipos de variações da raça, mas atualmente não existem variações na raça e nem na pelagem.

Tamanho

Raça é considerada de pequeno porte. Os machos podem atingir de 21 a 25cm de altura, as fêmeas 20 a 23cm, e o peso gira em torno de 3 a 4kg.

Pelagem

Os pelos do Maltês são longos e sedosos. Até 1913 eram aceitos exemplares de cores sólidas e parti colores, mas na metade do século 20 a cor branca foi instituída obrigatória na raça.

Padrão da raça cbkc

No site da Confederação Brasileira de Cinofilia é possível encontrar o padrão da raça.

Temperamento do Maltês

A raça é a ideal para quem quer um cachorro de companhia. O Maltês adora um colo e é muito amável e carinhoso, mas tem os seus momentos bravinhos, ainda mais quando algum estranho se aproxima do seu dono.

Nível de atividade

O Maltês não precisa de atividade física intensa, um bom passeio pelo quarteirão já deixa ele cansado. Uma dica é praticar a atividade lúdica, brincando com bolinhas ou outros brinquedinhos.

Atividade de guarda

O Maltês não tem qualquer atividade de cão de guarda da propriedade ou do proprietário, mesmo sendo bem protetor em relação ao dono ou se alguém invadir o seu território.

Inteligência e obediência:

A raça foi classificada na colocação 59a. no livro The Inteligence of Dogs de Stanley Coren. Nas graduações do livro “A Inteligência dos Cães” as posições de 55 a 69 são postos os cães cuja capacidade de obediência e de trabalho é classificada como razoável, necessitando de até oitenta repetições para que aprendam um comando.

Mesmo após terem aprendido, a obediência aparenta ainda ser fraca, e em apenas 30% dos casos, conseguem responder a uma ordem sem necessidade de repetição. Caso o treinador ou dono se afaste, o tempo de resposta e a obediência diminuem consideravelmente.

Cuidados com o seu Maltês

Uma alimentação balanceada é recomendado, principalmente com rações super premium ou ração específica para raça Maltês, onde os cachorros comem menos quantidade e tem um maior aproveitamento.

Rações de boa qualidade com alta absorção e proteínas de alto valor biológico é o melhor que você pode oferecer ao seu cachorro. Confira nosso post sobre o assunto e descubra qual a melhor ração para o seu pet.

Passeios e exercício lúdico, como falamos, é importante para o bem estar de saúde e mental do seu cachorro. Banhos semanais ou quinzenais com shampoo especial, e lembre-se, é preciso tomar cuidado para não entrar água dentro do ouvido, pois pode causar inflamação – assista esse vídeo com dicas para dar banho no cachorro!

E claro, como todo cachorro de estimação gosta de ossinhosbifinhos, biscoitos e agradinhos, mas lembre-se que os  petiscos devem ser dados de maneira moderada. Geralmente eles se adaptam rápido em fazer xixi e coco nos tapetinhos higiênicos. Eles adoram brinquedinhos, principalmente bolinhas para brincarem.

A saúde do Maltês

Piodermite superficial e seborreia seca (conhecida como caspa) são relatos comuns por proprietários de Malteses. Recomendamos visitas anuais ao veterinário, além da ocasião das vacinações e a realização de exames complementares periódicos regularmente, após 5 anos de idade é recomendado acompanhamentos semestrais com exames complementares como exame de urina, exames para ver a função renal, exames para a função cardíaca etc.

Cuidados dentários são importantes, por isso recomendamos que desde pequeno realizem a escovação dentária do mesmo e quando houver necessidade um tratamento periodontal (erradamente denominado de limpeza de tártaro), assim como o oferecimento de petiscos que ajudam na limpeza dentária.

Dúvidas frequentes:

Solta muito pelo?

A queda de pelo não costuma ser um problema para os proprietários de Maltês. Com a escovação com rasqueadeiras ou produtos específicos contra queda de pelo como o furminator conseguimos controlar facilmente a queda de pelos.

Banhos semanais com shampoo especial podem ajudar a controlar a queda de pelos. Doenças dermatológicas podem piorar a queda do pelo, portanto quando achar que tem algo diferente ou exagerado na queda dos pelos, recomendamos uma consulta ao veterinário.

Qual o clima mais adequado para o Maltês?

A raça se adapta a vários ambientes, mas tem uma predileção para ambientes de temperatura moderada para fria, devido aos seus pelos longos.

Quantos anos vive?

A raça tem uma vida média de 8 a 13 anos.

O Maltês late muito?

Sim! Adora se comunicar com a família humana.

Vive bem em apartamento?

Sim, vive muito bem em apartamentos. Uma dica é dar atenção especial quando filhote para acostumá-lo a ficar sozinho por alguma parte do dia, se você achar importante isso para quando ele ficar adulto.

Se dá bem com crianças?

Adora brincar e é bastante ativo. Gosta de estar na companhia de crianças para gastar energia e se divertir trazendo bolinhas e fazendo arte para chamar a atenção.

Qual o tutor ideal?

O Maltes acompanha o ritmo do dono, ou seja, se dá bem com donos pacatos e donos ativos, mas de qualquer maneira não gosta de ser deixado sozinho durante o dia.

Como é um filhote de Maltês?

É uma fofura, uma bolinha de pelo branco, desengonçado, alegre e brincalhão.

Quanto custa um filhote?

Encontramos no mercado filhotes entre R$ 1500,00 a R$ 4000,00.

Canis e criadores

  • Canil THEY’RE THE BEST
  • Canil LONGFIELD
  • Canil WILLARDEWOS
  • Canil AM SCHONSTEN MADCHEM
  • Canil LITTLE CRYSTAL

Fotos e imagens do Maltês

Maltês branco            Maltês branco

Crédito fotos:

Wikipedia

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

4 Comentários

  • minha Maltês não quer comer estou tentando de tudo, estou dando remédio de verme novamente ela tem 5meses já levei no veterinário, não achou nada

  • Meu maltês tem 5 anos , e sempre apresentou lesões na pele limpa . Ontem apois o banho , com shanpoos especiais , se cosdou muito e ficou com a pele do corpo toda avermelhada , com feridas aparentes , mas sem sangue . Apliquei um creme dermatológico e ele acalmou um pouco . Já não sei mais o que fazer !!!! Vários veterinários já o consultaram e até plano de saúde eu diz para ele .
    Nunca foi na rua , não gosta e não vai de jeito algum . Vive no apt e dorme na cama com minhas filhas . É um cão encantador .
    Obrigado se vc puder me dar um caminho para solução deste problema . Só sai de cada no colo e adora meu carro . Grato .
    Nilson Bezerra .

  • Tenho um cãozinho adquirido em um canil de ótima procedência, mas aos 9 meses ele começou a mancar , levei ao veterinário tirei radiografias e deu um problema na cabeça do fêmur. Me disseram que vai precisar cirurgia, estou desesperada, adoro o cão e estou procurando tratamento alternativo, existe?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.