Cadastre-se e ganhe 15% OFF na primeira compra!

O que ensinar ao seu cachorro nos primeiros meses de vida

Depois de toda a euforia do primeiro dia do seu filhote de cachorro em seu novo lar, é hora de pensar em um assunto de extrema importância: a educação! E para que isso aconteça, é necessário deixar um pouco o “oba oba” de lado e focar no aprendizado. O que ensinar ao cachorro nos primeiros meses de vida?

Cachorro filhote no jardim

Primeiros dias – socialização

Depois da primeira rodada de vacinas que todo filhote de cachorro deve tomar logo no início da vida, o ideal é concentrar as atenções na socialização. Caso não tenha conhecimento sobre o assunto, socialização nada mais é que apresentar o mundo ao pet, ou seja, o expor a novas pessoas, sons, lugares e outros pets, a fim de promover um relacionamento saudável e fazer com que o pet seja mais confiante.

Por ainda não poder andar livremente nas ruas devido ao ciclo incompleto de vacinação, o pai humano pode levá-lo a vários lugares considerados seguros para que ele socialize de alguma forma, como a casa de um parente que tenha crianças, lojas que permitem a entrada de pets no colo, entre outros.

Um filhote de cachorro deve ser socializado entre quatro e 14 semanas de vida. Nesse período, o pai humano deve apresentar lenta e positivamente tudo o que estiver em seu alcance – adultos, crianças, idosos, pessoas que usam bengalas ou outros objetos para se locomover, pessoas com chapéus, novos ambientes, outros filhotes e até cães adultos, desde que o protocolo de vacinação seja seguido à risca e que sejam sociáveis.

Treinamentos para filhotes de cachorro

Juntamente com a socialização para que o filhote não tenha nenhum tipo de problema comportamental no futuro, o pai humano deve prover uma rotina de treinamentos simples, mas que são fundamentais para a educação.

Quando falamos em rotina de treinamentos para filhotes, muita gente logo pensa em vários cones, lugares altos, bambolês, como se fossem aquelas provas de obediência que passam na televisão. Nesse caso, aqui estamos falando apenas de comandos simples, mas muito efetivos para uma boa educação.

Ensinar um filhote a sentar, por exemplo, pode evitar um dos comportamentos mais comuns e indesejados nos cachorros: pular nas pessoas. “Mas, afinal, como ensiná-lo?” O caminho é tentar o comando várias e várias vezes ao dia. Quando o pet se sentar, o recompense! Além desse, o pai humano pode ensinar outros comandos como o “vem”, que pode ajudar bastante a evitar que o pet mexa em locais onde ele não foi chamado, e um simples “não”, que certamente também vai ser extremamente útil para várias situações.

O que não fazer com um filhote?

O principal ponto na educação de um filhote de cachorro é evitar ao máximo experiências que possam ser traumáticas. Um exemplo disso é apresentar o pet a uma criança que não tem muito “jeito” para lidar com um cachorro pequeno. Isso certamente será uma experiência emocional desagradável e pode pôr em xeque o seu relacionamento com outras pessoas no futuro.

Outro exemplo é levar o filhote em um mesmo ambiente onde tenha vários cachorros “mal-educados”. Uma tentativa de agressão pode fazer com que o pet tenha medo de se relacionar com outros cães.

Por essa razão, o ideal é blindar o filhote e, ao mesmo tempo, tentar prover ao máximo experiências positivas. Esse é, definitivamente, o melhor caminho para que o cãozinho cresça obediente e bem longe de problemas comportamentais.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.