ONG americana cria clube de leitura para ajudar gatos tímidos

Olha só que notícia incrível e inspiradora: a ONG Cat Welfare Association (EUA), que cuida de gatos em situação vulnerável, montou um clube de leitura com jovens estudantes para ajudar na socialização dos gatos tímidos.

Como funciona? É assim: com a leitura em voz alta, os felinos domésticos passam a se acostumar com a voz humana e ganham mais confiança para socializar. A presença constante dos jovens no abrigo também ajuda os gatos a entenderem que a presença de uma pessoa por perto não significa uma ameaça.

Pessoas lendo para o gato

Clube de leitura: todo mundo sai ganhando

A ideia simples fez com que todo mundo saísse ganhando. Os bichinhos, que passam a levar uma vida com menos medo e mais companhia, e os estudantes da primeira à oitava série que, além de exercitarem o hábito da leitura a cada encontro, aprendem mais sobre os benefícios da convivência com um pet.

Gail Harbert, Gerente da ONG, contou como foi o retorno dos pais dos alunos. “Muitos pais me disseram que seus filhos tinham dificuldades e ficavam muito ansiosos para ler em voz alta na aula”, revelou. Sobre a importância da ação para os gatos, ele afirmou que o clube da leitura os ajuda a “aprender que esses humanos são aliados, e isso os torna mais adotáveis”.

Por conta da pandemia, o clube da leitura teve que dar uma pausa, mas deve voltar às atividades em breve – já que as próprias crianças sentem falta da companhia dos gatinhos. Harbert informou que mais de 100 estudantes estavam cadastrados no clube antes da interrupção.

Quem sabe as ONGs e abrigos aqui do Brasil não se inspiram e fazem uma ação parecida? Pelo jeito é uma ideia que tem tudo para dar certo :).

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e que não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.