Papillon – Principais doenças

O Papillon é uma das raças mais graciosas que existem no mundo canino. De porte pequeno, esse peludinho é bastante saudável e raramente fica doente. Entretanto, assim como qualquer outro cachorro de raça, há alguns problemas que são de origem genética e/ ou hereditária que podem acometê-lo. Confira a seguir as principais doenças do Papillon.

Principais doenças do Papillon

Luxação patelar

Uma das principais doenças do Papillon, a luxação patelar é caracterizada pelo osso patela (que fica no joelho) saindo do lugar. Podemos imaginar que a consequência desse problema é bastante dolorosa, impedindo que o cachorro realize atividades básicas do seu dia a dia, como andar e sentar. 

É uma condição genética que pode ser agravada pela sobrecarga que é colocada no joelho, principalmente em pets que são “macaquinhos” e gostam de ficar pulando nos móveis ou que realizam atividade física intensa. O Papillon é uma raça predisposta ao problema, que pode ser corrigida por intervenção cirúrgica. 

Doença de Von Willebrand

O fator de Von Willebrand é uma importante proteína que participa do processo da coagulação sanguínea, isso quer dizer que, quando o cachorro sofre algum corte ou acidente, essa substância entrará em ação junto com várias outras para impedir uma hemorragia e estancar o sangramento. 

A doença de Von Willebrand, então, é uma condição em que há falta desse fator, ocasionando em sangramentos e até hemorragia caso o pet venha a se cortar. O Papillon, infelizmente, é uma raça predisposta geneticamente a essa doença.

Surdez

A surdez pode acometer o Papillon de forma genética e alguns exemplares da raça podem ter surdez total e outros, surdez parcial. Os cachorros com problemas auditivos congênitos costumam deixar isso evidente de várias formas, como não perceber a chegada de pessoas perto dele, se assustar com contato físico e latidos excessivos. Ao notar que o seu cão não escuta bem, é muito importante que você o leve ao médico veterinário.  

Entrópio e Ectrópio

O entrópio e ectrópio são doenças que parecem ser similares, mas saiba que há uma diferença entre as duas. O ectrópio é uma enfermidade em que a pálpebra vira para fora, facilitando uma irritação, infecções por bactérias e dificultando a produção de lágrima. Já no entrópio, a pálpebra vira para dentro e fica em contato com o globo ocular, gerando bastante desconforto e em alguns casos inflamação e úlceras na córnea. Em ambos os casos é preciso fazer uma cirurgia para corrigir e infelizmente o Papillon é predisposto a essa condição. 

Displasia folicular do pelo preto

Por mais que seja uma doença rara, a displasia folicular do pelo preto costuma afetar os Papillons de forma genética. Caracterizada por um distúrbio que acomete cachorros de pelagem bi ou tricolores, essa displasia faz com que o pelo do pet caia apenas na região em que possui a coloração preta, podendo afetar cães de qualquer idade e sexo. Infelizmente, é uma condição que ainda não possui tratamento específico.

Colapso de traqueia

Outra doença que pode afetar o Papillon é o colapso da traqueia. A traqueia é um tubo responsável por levar o ar até os pulmões e o colapso acontece quando há um achatamento dos anéis traqueais (cartilagem), podendo causar uma obstrução e impedindo que o ar chegue adequadamente até os pulmões. A condição acontece por herança genética e hoje em dia existem medidas capazes de controlá-la e proporcionar uma maior qualidade de vida ao cachorro.

As doenças citadas aqui são provenientes de estudos e artigos de predisposição de certas doenças em raças. Lembrando que seu Papillon pode viver uma vida saudável sem ser acometido por nenhuma enfermidade. Entretanto, a informação e conhecimento são importantes e a qualquer sinal de que algo está errado com seu peludo, procure um médico veterinário.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Beatriz Mario

Estudante de Medicina Veterinária, sonho que tenho desde criança, cresci com gatos e hoje sou uma felícia assumida. Tenho dois felinos resgatados: o Frodo e o Bilbo, que são considerados meus filhos de pelo. Meu propósito de vida é ajudar o máximo de pets possíveis e fazer com que eles fiquem mais felizes e saudáveis escrevendo para o blog da Petlove.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.