Cadastre-se e ganhe 15% OFF na primeira compra!

Pesquisa revela que interação com pets pode ajudar jovens no ensino virtual

Com o começo do isolamento social devido à pandemia da COVID-19 em março de 2020, milhões de estudantes precisaram deixar as salas de aula para estudarem em casa, muitas vezes dividindo o espaço de estudos com parentes e os pets. Muitos desafios surgiram com esse modo de estudar, porém, pesquisadores encontraram algo positivo no meio disso tudo. 

Por meio de uma pesquisa inédita feita pela empresa de alimentos Mars Petcare, foi descoberto que a presença de animais de estimação na sala de aula virtual traz benefícios para o aprendizado de crianças e jovens. Foram entrevistados 200 docentes e mil familiares de crianças e adolescentes com idades entre cinco e 17 anos de todo o Brasil. 

Menina com cachorro branco no colo enquanto estuda no notebook

Segundo os dados revelados, 79% dos professores observaram que os estudantes ficam menos estressados quando seus pets estavam junto durante as aulas no ambiente virtual. Além disso, a interação com o pet é importante na redução de ansiedade, disseram 83% dos entrevistados. 

Além de benefícios para os jovens, 76% dos participantes afirmaram que os animais de estimação ficaram mais calmos com a presença das crianças por mais tempo em casa. 

“Os pets têm ocupado um papel cada vez mais importante dentro das famílias, e a pandemia intensificou a relação entre eles e seus tutores, principalmente por causa das mudanças de hábitos que afetaram grande parte da população, incluindo as crianças”, afirmou Sheila Guebara, Diretora de assuntos corporativos da Mars Petcare.

A empresa apurou a visão dos pais sobre os impactos positivos da interação humano-animal (HAI) pode ter sobre as crianças durante a quarentena. A diretora diz que o intuito da pesquisa com os professores e família é entender, no cenário brasileiro, como os pets têm interagido com os estudantes durante o momento de aprendizagem online e como isso pode ser benéfico daqui para frente, mesmo com o retorno ao ensino presencial.

O estudo mostrou diversos outros dados sobre os benefícios da interação dos pets com as crianças no ambiente de estudos virtual. Os dados revelam ainda que 77% dos pais ou responsáveis disseram que o filho fica mais motivado quando seu bichinho está por perto durante o dia.

Menino estudando no notebook enquanto segura seu cachorro

A interação com os animais de estimação também foi positiva para evitar a solidão:  87% dos professores revelaram que ter um pet em casa pode ajudar as crianças a se sentirem menos solitárias, enquanto 73% dos entrevistados consideram que os animais no ambiente escolar é boa para a saúde mental e ajuda no ensino. 

Além disso, 68% relataram que a interação com animais de estimação ajuda no relacionamento das crianças com seus colegas, e 67% professores acreditam que ter um animal de estimação em casa pode melhorar o desempenho acadêmico dos jovens. Os docentes ainda destacaram que a presença dos pets torna as aulas virtuais mais envolventes. 

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Amanda Fernandes

Estudante de Jornalismo, mãe do Dachshund (vulgo salsichinha) Scott, da gatinha Cristal e do agapornis Alisson. Sou amante de pets e de história, mas principalmente por pets. Desde pequena conhecida pela super paixão por cachorros.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.