Cadastre-se e ganhe 15% OFF na primeira compra!

Posso levar meu pet em um cruzeiro marítimo?

Os pets fazem parte da família e é muito difícil organizar as férias e não incluí-los na viagem, não é mesmo? Para fazer o seu cruzeiro marítimo não será diferente. Mas será posso levar meu pet em um cruzeiro? É o que vamos descobrir nesta matéria.

Cachorro em um cruzeiro

Posso levar meu pet em um cruzeiro?

A maioria das companhias não permitem que as pessoas levem seu pet à bordo dos cruzeiros, devido à estrita normativa de higiene e segurança que os diferentes cruzeiros têm para manter a qualidade do serviço.

Além disso, esses cruzeiros não contam com serviços veterinários para atender os pets, caso haja alguma necessidade durante a longa viagem em alto mar. Apenas os cães-guia, que ajudam as pessoas com alguma deficiência, não se enquadram à regra. Isso pois esses animais não são considerados de estimação, mas sim animais treinados para apoiar ou realizar tarefas em benefício da pessoa com deficiência. 

Quais são as regras para meu pet fazer um cruzeiro?

Igual às pessoas ao viajar em cruzeiros, cães e gatos também têm que ter a sua documentação para serem aceitos nas companhias marítimas que permitem seu acesso. Tudo isso serve para ter um controle e para poder oferecer-lhes uma boa estadia durante a viagem, que normalmente tem uma duração prolongada.

Para viajar com o seu peludo no cruzeiro, ele deve estar de acordo com os requerimentos do PETS (Esquema de Viagem para Animais), um sistema para transportar animais sem necessitar de quarentena. Com esse documento, ele poderá desembarcar nos países da rota do cruzeiro sem problemas.

O requerimento do PETS exige que o cachorro:

  • Deve portar um microchip.
  • Deve estar vacinado contra raiva.
  • Deve possuir um passaporte para animal de estimação (chamado em inglês de Pet Passport). 

É importante salientar que nenhum animal que não esteja de acordo com o PETS poderá viajar a bordo do cruzeiro. Tanto para os animais de estimação como para os cães-guia, a documentação é praticamente a mesma.

Onde o meu pet ficará “hospedado” no cruzeiro?

Seu animal de estimação ficará hospedado em um canil em tempo integral no cruzeiro e eles não são permitidos nas cabines ou fora da área do canil. Os canis contam com áreas de caminhadas internas e externas que são abertas durante certas horas aos passageiros que querem passar algum tempo com seus animais nessa área restrita. 

No canil em que o seu pet ficará hospedado também há:

  • Camas para animais super confortáveis ​​em dois tamanhos diferentes
  • Biscoitos gourmet saudáveis ​​para cães e gatos cozidos diariamente e oferecidos na hora de dormir
  • Cobertores de lã
  • Variedade de brinquedos para as diferentes espécies
  • Seleção de alimentos premium das principais marcas para os animais de estimação.

Cães-guia seguem a mesma regra de hospedagem dos animais de estimação?

Eles são muito bem-vindos a bordo dos cruzeiros e a maioria das companhias como a Cunard, Costa Cruzeiros, MSC Cruzeiros e Royal Caribbean aceita os bichinhos. Algumas companhias solicitam a comprovação de que o animal é um cão-guia. 

Diferentemente dos animais de estimação, que ficam apenas nos canis do navio, os cães-guia podem acompanhar o portador de deficiência em todas as áreas públicas, incluindo restaurantes. Enquanto estiverem nas áreas públicas, os cães-guia deverão usar coleira ou outro dispositivo de controle

Devido às normas de saúde, os cães-guia não são permitidos nas piscinas, hidromassagens ou spas.

Outra regra diferente dos animais de estimação para o cão-guia, é que os cuidados e a supervisão do animal são de inteira responsabilidade do tutor. Os navios não são obrigados a fornecer alimento ou cuidados aos cães-guia.

Bulldog Francês sentado em uma mala

Fuso horário diferente da viagem pode ser um problema para os animais de estimação?

Caso o pet seja sensível, ele pode estranhar o fuso horário diferente dentro do cruzeiro, sim. Os filhotes e os animais mais idosos tendem a sofrer mais com essa mudança.

É comum vê-los mais sonolentos, cansados, irritados, de “mau humor” e com problemas de digestão. Se o seu pet apresentar esses sintomas no cruzeiro, é bom esperar uns alguns dias para ver se ele acostuma com o novo horário. Porém se persistir, vale a pena procurar  um médico veterinário no local. 

Se você estava pensando em fazer um cruzeiro com o seu pet, acabou de encontrar as informações necessárias para realizar uma viagem e escolher o navio certoConta pra gente sua experiência em viagens de cruzeiros com pets!

Agora que você já sabe se pode levar seu pet em um cruzeiro, visite o Blog da Petlove para mais informações e curiosidades sobre o Mundo pet!

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Matilha Petlove

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.