Principais doenças – Cocker Spaniel Inglês

Conhecidos por sua energia inesgotável, principalmente quando jovens, e por suas orelhas compridas e fofinhas, o Cocker Spaniel inglês é uma das raças mais famosas do mundo. Isso porque, a Disney lançou o filme “A Dama e o Vagabundo” onde a Dama, personagem principal, é uma Cocker Spaniel Americano, sendo comumente confundida com o exemplar inglês. A partir dali, se tornaram muito queridos e famosos pelo mundo inteiro.

Apesar de toda a sua popularidade, algumas doenças se tornaram frequentes na raça, sendo elas de cunho genético ou por predisposição. A seguir, falaremos um pouquinho sobre elas.

Otite externa

Por conta de suas orelhas compridas e caídas, que é um grande charme da raça, o Cocker Spaniel possui bastante predisposição para desenvolver otite, gerando mau cheiro no local e muito desconforto ao cachorro. É fundamental que a limpeza das orelhas seja feita de forma adequada e que após os banhos de rotina, a região esteja bem seca e sem qualquer umidade nos pelos.

Alguns sinais podem ser observados nos cães acometidos pela otite (inflamação e infecção do ouvido), como a coceira intensa nas orelhas, inchaço local, perda da audição, movimento de chacoalhar com frequência a cabeça e deixá-la caída para um lado. 

O tratamento da doença consiste em limpeza adequada das orelhas e utilização de medicamentos tópicos. Os medicamentos devem usados a partir da orientação de um médico veterinário.

Obesidade

Cães da raça Cocker Spaniel inglês possuem maior predisposição para a obesidade, que apesar de não ser considerada uma doença, pode desencadear graves problemas de saúde. Por terem muita energia, principalmente quando jovens, é fundamental que os cachorros dessa raça façam atividades físicas moderadas e gastem a energia adquirida, até mesmo por questões psicológicas – cães que não possuem  uma rotina para atividade, têm grande chance de desenvolver depressão ou se tornarem agressivos ou destrutivos.. Caso o contrário, o seu Cocker pode vir a ter problemas como a displasia coxofemoral por excesso de peso, diabetes e diminuição da expectativa de vida. 

O tratamento consiste na análise feita pelo médico veterinário especialista em nutrição ou endocrinologia. O profissional indicará a quantidade diária adequada de alimentação e a dieta ideal e de acordo com o estilo de vida que o cachorro leva.

Catarata 

A catarata é uma doença que faz com que os cães, gatos e humanos percam total ou parcialmente a visão. Isso acontece porque a lente do olho, conhecida como “cristalino”, sofre com a morte das células responsáveis por fazer com que a luz seja convertida em imagem, na retina. A morte dessas células faz com que o cristalino perca a sua transparência e crie uma “película opaca” dentro do olho, dificultando ou bloqueando a entrada de luz – quando ocorre o bloqueio da luz, a visão é perdida 100%.

A enfermidade pode ocorrer por quatro motivos: de forma hereditária, por diabetes, por algum trauma ou por degeneração da retina. Algumas raças além do Cocker Spaniel inglês possuem predisposição para a doença como Poodle, Schnauzer, Yorkshire e Golden Retriever. A catarata pode acometer os cães em qualquer fase da vida.

O tratamento para a doença é feito por procedimento cirúrgico por um processo chamado “facoemulsificação com implantação de prótese”. Quanto antes a doença for diagnosticada, maior a chance de recuperação da visão perdida.

Sobre o autor

Gabriela Azevedo

Gabriela Azevedo

Formada em design gráfico e cursando medicina veterinária, profissão que herdei paixão graças ao meu pai. Catlover e apaixonada pelos meus 6 gatinhos (Tchantcham, Drake, Josh, Marie, Maysa e Cara Preta -in memoriam- ♥) e pelos pets agregados que fazem parte da minha vida (todos os que encontro. bem doida dos bichos!).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.