Problemas Odontológicos em Ferrets

Os furões, ou ferrets, são animais lindos e espertos, que a cada dia mais vem conquistando os corações das pessoas e se tornando um querido bichinho de estimação. Seu peso varia entre 400gr e 2kg, e o tamanho pode ser entre 35cm e 60cm (cauda incluída), os machos medem quase o dobro do tamanho das fêmeas. Com apenas seis meses de idade, já podem acasalar e a gestação dura em média 42 dias, podendo ter entre um e quinze filhotes, mas, em média, nascem entre seis e oito.

Os primeiros dentinhos de leite aparecem quando o ferret tem entre 10 e 14 dias de idade e os caninos surgem entre 47 e 52 dias. Como esses pequenos mamíferos vivem em média entre 8 e 10 anos, podem ter alguns problemas dentários durante a vida.

Um dos problemas mais comuns é o dente quebrar e levar a inflamações e dores muito fortes, que podem até fazer o animal parar de comer. Por serem muito finos, os dentes ficam fáceis de quebrar principalmente quando os ferrets ficam muito tempo em gaiolas e criam o hábito de morder a grade. O diagnóstico é dado através do exame clínico da cavidade bucal do bichinho que, embora possa não manifestar a dor, certamente irá senti-la. A fratura com exposição pulpar, tanto nessa espécie quanto em qualquer outro animalzinho, promove um processo inflamatório, contaminação, necrose e morte pulpar. Nesses casos, é necessário ou extrair o dente, ou realizar um tratamento de canal.

Outro sinal de que a saúde bucal não está em perfeitas condições é a presença de mau hálito e manchas de sangue na boca. Esse cheiro desagradável pode ocorrer por problemas odontológicos, como tártaro, gengivite e periodontite, que são mais comuns em ferrets de meia idade ou idosos. O tipo de alimento que é fornecido ao animal está diretamente relacionado com a ocorrência desses problemas, pois alguns deles ficam grudados nos dentinhos e, se o proprietário não escovar, os dentes ficarão suscetíveis às doenças.

A escovação dentária e a higiene de modo geral, são necessárias para evitar esses problemas e garantir a saúde do animal. Há escovas e pastas específicas para ferrets que podem ser usadas. Nas primeiras escovações, para o animal se adaptar, o proprietário pode passar a pasta com o próprio dedo. No geral, os furões aceitam bem esse procedimento e ficam quietinhos.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário