Procedimentos Estéticos em Animais de Estimação

O relacionamento do homem com os animais de estimação tem mudado radicalmente. Além de serem companheiros, os animais fornecem “alívio” psicológico, atenção, etc. Com isso, muitos “sofrem” com excessos por parte dos seus donos. Esses comportamentos realizam uma humanização dos animais, e podem agregar consequências negativas à saúde e bem estar do pet. O principal modo que os proprietários têm para realizar essas interferências é através de procedimentos estéticos.

Procedimentos estéticos em animais de estimação - PetLove

Procedimentos Estéticos em Animais de Estimação.

São procedimentos diversos e que atendem desde necessidades como banho e tosa (necessários para manter a saúde animal) a intervenções cirúrgicas. Os centros de embelezamento animal, comumente conhecidos como petshops, além de fornecerem os serviços básicos de higiene, como o banho e a tosa, também ofertam produtos como creme dental e até mesmo cristais de banho para os bichinhos. Alguns itens, como o banho com cristais, não passa de mero capricho do dono, já a utilização de cremes dentais possui finalidade higiênica.

Mas infelizmente muitos donos de cães não se contentam com procedimentos simples e acabam submetendo seus pets a intervenções mais profundas e que acabam o prejudicando.

Os procedimentos cirúrgicos de cunho estético mais frequentes são a conchectomia (corte da orelha) e caudectomia (corte da cauda). Essas cirurgias foram desenvolvidas por algumas pessoas acreditarem que os animais ficaram “mais bonitos” ao se adequarem a um padrão pré-estabelecido. Normalmente tais padrões foram estabelecidos por associações de criadores de determinada raça. Mas, em resolução aprovada pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária, essas cirurgias foram proibidas. Bem como também se proibiu a remoção das cordas vocais dos cães e das unhas dos felinos. Apesar de ser considerada um avanço pelos defensores dos Direitos dos Animais, algumas pessoas são contra essa resolução, pois não acreditam estar causando sofrimento desnecessário ao animal. Esses debates sobre o bem estar animal e o que é certo ou não a fazer com o bicho de estimação percorrem diversas esferas, como as científicas e jurídicas e mexem com o senso de amor aos bichos que a sociedade possui.

É importante também saber que outras cirurgias de cunho meramente estético ficaram proibidas, porém, quando houver qualquer indicação clínica para elas sejam realizadas, são extremamente válidas. Isso acontece muito em animais que são resgatados e precisam passar por alguma conchetomia, por exemplo, por terem tido as orelhas mutiladas nas brigas com outros animais.

Existem alternativas mais saudáveis e que respeitam a integridade física do animal, alinhando-se às necessidades dos seus amorosos tutores. As soft claws são um ótimo exemplo. São unhas anatômicas e que impedem que eles estraguem os móveis, extremamente parecidas com unhas postiças, elas são aplicadas sobre as unhas dos felinos.  São muito práticas e duram 60 dias, após a aplicação, e, assim, o animal não precisa ter suas unhas removidas.

 

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário