Quantos anos vive um cachorro vira-lata?

Há quem diga que os cachorros vira-latas ou sem raça definida (SRD) são mais fortes do que os de raça, mas isso se deve, na verdade, ao fato de não terem em sua carga genética (na maioria das vezes) problemas típicos de animais puros. Apesar disso, os vira-latinhas precisam dos mesmos cuidados que os demais, como boa alimentação,  visitas ao médico veterinário, vacinas e muito amor.

Como variam muito de tamanho e porte físico, os cachorros vira-latas não possuem um padrão previamente definido e, por isso, a expectativa de vida deles gira entre 14 e 18 anos. Isso porque cachorros menores tendem a viver mais, enquanto os gigantes possuem maiores chances de viverem menos.

Por que cachorros grandes vivem menos?

Algumas linhas de estudos acreditam que os radicais livres é que sejam os responsáveis pelo tempo de vida dos cachorros e, como os pets grandes crescem muito rápido, eles “utilizam” radicais livres em mais quantidade, danificando suas células e em alguns casos auxiliando no surgimento de tumores e sinais de envelhecimento precoce.

Cuidar bem é sinônimo de vida longa

Cachorros bem cuidados e que têm suas necessidades supridas da maneira adequada tendem a ser mais saudáveis e, com isso, vivem mais. Quando oferecemos uma ração balanceada para nosso pet, o incentivamos à prática regular de exercícios físicos e mentais e o oferecemos experiências de vida enriquecedoras, que exploram os instintos de sua espécie, é esperado que este peludo tenha uma vida equilibrada e feliz, resultando em bem-estar e qualidade de vida.

Pense no tempo de vida ao adotar

Antes de adotar um filho de quatro patas, precisamos levar em conta que ele ficará conosco por uma média de 15 anos, mas com os avanços da medicina veterinária atual, é bem possível que os pets de hoje vivam mais do que isso.

Um cachorro idoso requer cuidados especiais e muitas vezes demanda da família mais do que o habitual. Assim como os humanos, os pets também passam a te e é injusto deixá-los de lado depois de tantos anos juntos.

Sobre o autor

Jade Petronilho

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem três cachorros, dois gatos e 13 peixes, mas além de cães, gatos e peixes, também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos.

4 Comentários

Deixe um comentário