Raças de cães com maior expectativa de vida

No mundo dos cães, as raças que têm menor estatura vivem mais do que as de porte grande ou gigante. Não há uma razão exata para isso, mas especialistas acreditam que os cachorros pequenos geralmente possuem menos doenças genéticas, órgãos mais resistentes, menos ação dos radicais livres e têm metabolismos mais acelerado, o que ajuda a elevar a longevidade deles.

Ficou curioso para saber quais raças têm maiores expectativas de vida? Calma lá, Petlover, separamos algumas que são capazes de viver por um longo período. Vale lembrar que para um cão ter uma vida longa, os pais precisam oferecer um ótimo estilo de vida, isso inclui uma rotina de exercícios físicos, uma alimentação completa e balanceada e um acompanhamento médico veterinário regular.

Chihuahua

Seu tamanho vai no sentido contrário em relação à sua expectativa de vida. A raça é considerada a menor do mundo e ao mesmo tempo é a que possui a maior longevidade. Um Chihuahua saudável pode viver até 20 anos.

Embora seja um cão com expectativa de vida alta, o Chihuahua pode ter alguns problemas cardíacos, além de complicações oculares como o glaucoma. Um acompanhamento médico frequente e um bom estilo de vida certamente fará com que ele viva por muito tempo.

Chihuahua - Raças de cães com maior expectativa de vida

Poodle

A raça é uma das mais populares do Mundo e a sua alta expectativa de vida é um dos fatores que podem explicar essa enorme fama. Os Poodles, por serem bastante saudáveis, podem viver facilmente até os 18 anos. Ainda assim, algumas doenças podem aparecer ao longo da vida deles, umas de origem genética e outras típicas da idade avançada.

A displasia de cotovelo e luxação de patela são as mais comuns, mas alguns exemplares podem apresentar complicações oculares, como a catarata. Portanto, os pais devem estar atentos à saúde dos peludos para que tenham uma vida longeva e mais saudável possível.

Poodle - Raças de cães com maior expectativa de vida

Maltês

Considerada uma das raças mais antigas – e fofas – do mundo, pouca gente sabe que os Malteses eram utilizados como rateiros, ou seja, sua função original era caçar ratos e outros roedores.

A raça pode parecer um pouco frágil, mas se engana quem pensa que realmente seja assim, já que o Maltês é pouco propenso às doenças hereditárias. Entretanto, ele pode apresentar algumas complicações comuns em cães pequenos, como luxação de patela e problemas de pele que podem ser obtidos no decorrer da vida. Isso explica sua alta expectativa de vida, que pode ultrapassar os 16 anos.

Maltês Raças de cães com maior expectativa de vida

Pinscher

Apesar da fama de estressado, o Pinscher é um cão extremamente fiel e pode viver ao lado da família por aproximadamente 15 anos. Na maioria das vezes, a raça não costuma apresentar nenhum problema de saúde, mas alguns exemplares podem apresentar luxação na patela, que é uma complicação frequente em cães de pequeno porte, que faz com que o joelho manifeste uma espécie de deslocamento. Ainda assim, basta oferecer um acompanhamento médico veterinário regular para prevenir complicações do tipo e garantir que ele viva saudavelmente por um longo período.

Pinscher - Raças de cães com maior expectativa de vida

Beagle

Entre os franzinos está o Beagle, que é conhecido especialmente por sua paixão por farejar, principalmente comida! No geral, cães da raça são muito saudáveis e não costumam apresentar doenças facilmente. Dentre alguns problemas mais comuns está a displasia coxofemural e o hipotireoidismo, o que pode ser a causa de sobrepeso e obesidade em muitos Beagles, raça que além disso já possui uma tendência a engordar, pois amam comer.

Justamente por ser uma raça bastante saudável, basta oferecer uma rotina adequada de exercícios físicos, entre caminhadas e brincadeiras, uma alimentação regrada e balanceada e um acompanhamento médico veterinário regular para que o Beagle atinja sua expectativa de vida de 15 anos.

Beagle - Raças de cães com maior expectativa de vida

Vale destacar que nem todos as raças citadas terão uma ou todas essas doenças, mas quem deseja adotar ou tem um desses cãezinhos em casa precisa estar ciente delas.

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É estudante de Jornalismo, apaixonado por animais e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.