Razões para adotar um gato

Eles não são conhecidos como “melhores amigos do homem”, mas são animais incríveis que merecem muito um teto, colo e carinho! Muito preconceito envolve os gatinhos, com gente dizendo que eles se apegam a casa e não ao dono, que veem seus donos como seus “escravos” e que são antipáticos. Aqui, vamos desmistificar essas coisas e te contar razões para adotar um gato.

Existem gatos de personalidades diferentes

Qualquer generalização é errada, seja para humanos, cachorros… e gatos! Não dá para dizer que os gatos são antipáticos se existem VÁRIOS tipos de gatos. O que acontece é que eles tem personalidades diferentes um do outro. Que nem a gente! Ou todo mundo que você conheceu era igual? E não tem essa de gato antipático! Existem gatos mais independentes e tranquilos do que outros. E também existem gatos traumatizados, que sofreram maus tratos na rua, não se esqueça disso!

O que é necessário fazer na hora de adotar um gato é ter contato com ele antes ou perguntar sobre sua personalidade para ter certeza que vocês vão se dar bem. Se você prefere mais energia, mais vontade de brincar, procure gatos assim. Se você não é uma pessoa muito enérgica, mas gosta de um companheiro tranquilo, adote um gato mais independente.

Não é verdade que o gato “se apega a casa”

Muita gente deixa de adotar um gato porque ouviu essa histórinha. Viu, por exemplo, uma notícia de que o gato voltou para a casa antiga depois de uma mudança. Não caiam nessa! O que acontece é que eles têm mais dificuldades que cachorros de se adaptar a novos lugares. É por isso que sugerimos que, ao viajar, donos de gatos contratem um petsitter ao invés de levar o gato para um hotelzinho. O processo de mudança pode ser mais traumatizante para um gato, que pode se sentir em perigo. Não tem a ver com “se apegar a casa e não ao dono”.

Eles são ótimos companheiros…

… só talvez não na hora que você quiser. Muitas pessoas dizem que cachorros são melhores do que gatos porque estão sempre ali para você. Os gatos são ótimos companheiros, mas fazem as coisas no tempo deles também e precisamos respeitar isso. Algumas vezes eles vão deitar no seu colo e ficar ali ronronando. E algumas vezes vão fazer outras coisas, porque eles têm uma vida também. Eles são nossos amigos, nossos companheiros. Não estão ali para o que a gente quiser na hora que a gente quiser.

Sobre o autor

Larissa Moreira

Larissa Moreira

Larissa tem quatro miaus: Câmara, Ação, Gravando e Clica Fora, está no quarto ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, é apaixonada pela língua alemã, livros de fantasia, chá de camomila e pelos seus quatro bebês (que já nem são mais bebês).

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.