Os riscos de deixar seu cão brincar com meias

Cena comum em 99% das casas com pet é a do cachorro aparecendo de surpresa carregando entre os dentes alguma peça de roupa, especialmente as meias, da sua mãe ou pai humano.

Os riscos de deixar seu cão brincar com meias

Isso acontece com frequência porque os bichinhos são atraídos pelo nosso cheiro, que permanece nas roupas mesmo após serem lavadas. Apesar de ser cômico ter que ficar correndo atrás do bichinho pra recuperar uma de nossas vestimentas, não é aconselhável levar para o lado da brincadeira, pois há grande risco para o animal.

O perigo existe porque entre uma abocanhada e outra o peludinho pode acabar engolindo algum pedaço de tecido – principalmente quando a gente vai recuperar a meia e a puxa de um lado enquanto o cachorrinho puxa do outro. Nesse “cabo de guerra” a meia pode rasgar e um visitante inconveniente pode se alojar no estômago do pet.

Com sorte, o animal pode expulsar naturalmente o indesejado inquilino, mas em alguns casos, a meia pode ficar presa no sistema digestivo, tornando comum os episódios de vômito ou até mesmo causando obstrução intestinal.

Meu cachorro engoliu a meia e agora?

A melhor decisão é não subestimar a situação e muito menos esperar aparecer algum sintoma para correr pro médico veterinário. Leve o seu pet para uma consulta imediatamente, lá com os exames necessários, raio-x ou endoscopia, por exemplo, poderá ser avaliada a melhor intervenção a se fazer.

Mesmo que você tenha dúvidas se o cãozinho engoliu realmente ou não a peça, a recomendação acima continua valendo. Lembre-se que o risco de uma obstrução intestinal existe e pode demorar um pouco para os primeiros sintomas aparecerem.

Prevenir é melhor, sempre!

Como você aprendeu, suas peças de roupas, especialmente as meias, são motivo de desejo do seu cachorrinho, e é bom mantê-lo afastado delas para evitar problemas. Não deixe pares de meia soltos pela casa e mantenha cestos de roupas e portas e gavetas do guarda-roupa inacessíveis para a curiosidade canina.

Também nada de brincadeiras com bolas feitas de meia ou qualquer outro material improvisado, pois eles podem comprometer a saúde bucal do seu filho de quatro patas e fazer muito mal ao sistema digestivo. Tenha em casa somente brinquedos fabricados com materiais específicos para contribuir com o bem-estar animal.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.