Setembro Vermelho chama atenção para problemas cardíacos em pets

Apesar de ser um tema pouco abordado, cães e gatos também podem apresentar uma série de problemas cardíacos. Aproveitando que na medicina humana o mês de setembro é destinado à saúde do coração, a Petlove aderiu à causa para também falar sobre o assunto.

Enfermidades que afetam o coração de cachorros e gatos costumam ser pouco diagnosticadas e, quando são, normalmente já estão em graus mais avançados. Isso porque os sinais clínicos deles podem ser bem diferentes dos nossos e pouco percebidos pelos pais humanos. Tosse, cansaço, fraqueza, perda de peso, dificuldade para respirar e língua em tom mais roxo merecem atenção!

Dentre as doenças mais comuns na medicina veterinária podemos citar a dirofilariose (popularmente conhecida como “verme do coração”), insuficiência da valva mitral e cardiomiopatia dilatada.

Diferentemente do que muitos pensam, cães e gatos não infartam como seres humanos. É raro que os animais de estimação tenham esse tipo de condição, pois não sofrem de aterosclerose (acúmulo de placas de gordura e colesterol nos vasos), principal causa do “ataque cardíaco”.

Consulte sempre um médico veterinário caso note alguma mudança de comportamento ou alterações no estado de saúde do seu pet. Hoje em dia, a cardiologia veterinária é uma das especialidades mais avançadas da área.

Sobre o autor

Jade Petronilho

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem dois cachorros, dois gatos e 13 peixes, mas além de cães, gatos e peixes, também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.