O que é ração Super Premium?

Quando vamos escolher um alimento para nossos filhos de quatro patas, é comum que tenhamos dúvidas sobre qual a melhor opção, não é mesmo?

Atualmente, o mercado pet nos oferece uma série de alternativas que vão desde a alimentação natural (“comida caseira” balanceada) até as rações super premium, passando por petiscos, biscoitos, frutas, ossinhos, snacks e bifinhos que podem ser oferecidos como complemento.

Quando falamos de rações, temos basicamente que escolher entre três possibilidades: as standards (normalmente vendidas também fora de lojas especializadas em animais de estimação), as premiums e as super premiums. Os três tipos tendem a ser completos e suprir as necessidades nutricionais de cachorros e gatos, mas de forma diferente.

Controle de qualidade

Basicamente, as rações super premium passam por estudos laboratoriais mais completos e seguem exigências rigorosas de controle de qualidade, balanceamentos de ingredientes e costumam utilizar produtos e subprodutos um pouco mais nobres.

Em maioria, a ração super premium conta, ainda, com nutracêuticos (como glucosamina e condroitina, que protegem a articulação dos pets, por exemplo) e são ricas em vitaminas, minerais e “gorduras boas”, como ômega 3 e 6.

Uma grande vantagem em oferecer ração super premium ao seu pet está na quantidade diária a ser cedida. Normalmente, por serem mais concentradas, o volume (em gramas) tende a ser menor do que o indicado nas rações premium e standard, consequentemente influenciando também no volume das fezes – que passa a ser reduzido.

Rações úmidas também podem ser super premium

Diferentemente do que muitos pensam, rações úmidas também podem ser classificadas como super premium, premium e standard. Neste caso, o fabricante que indica no rótulo o produto como “alimento completo super premium” na maioria das vezes segue os mesmos parâmetros das rações secas para classificá-las.

Cuidado com o excesso de peso

Oferecer comida demais para seu pet pode fazer com que seu cachorro ou gato ganhe peso. Quando consultar um médico veterinário para saber qual o tipo de alimentação ideal para seu animalzinho, lembre-se sempre de incluir em seu plano alimentar os petiscos e agrados que costumam ser oferecidos todos os dias, pois eles impactam diretamente nas calorias diárias ingeridas e interferem na quantidade de ração a ser dada.

O mesmo vale para peludos mais ou menos ativos, pois para eles, funciona exatamente como para nós: aqueles que se exercitam muito, podem comer um pouco mais do que os que são sedentários.

Procure a ajuda de um médico veterinário

Fique atento: por não existir uma regulamentação no Brasil sobre a classificação correta entre rações standard, premium ou super premium, algumas marcas podem estampar em seus rótulos que são “super premium”, apesar de não seguirem as boas práticas do mercado. Converse com o médico veterinário do seu filhote para tirar eventuais dúvidas sobre os produtos.

Sobre o autor

Jade Petronilho

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem três cachorros, dois gatos e 13 peixes, mas além de cães, gatos e peixes, também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos.

1 Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.