Sintomas e Prevenção de Bola de Pelos em Gatos

Todo dono de gato certamente já notou que eles são muito limpinhos e costumam se lamber com frequência, já que está é a sua maneira de tomarem banho e higienizarem o corpo, sendo um ato instintivo para os felinos. Durante todo esse ritual de higienização, eles acabam ingerindo os pelos que estão soltos que com o passar do tempo, vão formando uma bola no estômago que passará a fazer mal ao gatinho.

Alguns direitos reservados por laihiu

Durante a higienização própria dos gatos, eles acabam ingerindo os pelos que estão soltos, formando bolas em seu estômago que devem ser expelidas.

Portanto, ver algumas vezes o gato com tosse seguida por um líquido com pelos saindo de sua boca é algo preocupante? Na verdade é até benéfico. Mas se caso isso ocorrer com muita frequência, um médico veterinário precisa ser procurado com urgência, pois ele não está bem de saúde. Essa “água” ou até mesmo pasta de ração que saem pela boca do animal ajudam para que os pelos, também chamadas de pilobezoários, não se acumulem no estômago dele.

Os sinais clínicos que podem ser observados em um bichinho que tenha essa bola de pelo em seu estômago são: falta de apetite, perda de peso progressiva, depressão, sono excessivo, gases, redução da quantidade de fezes, vômitos frequentes (é uma tentativa de o organismo eliminar as bolas de pelo) e apatia.

Se o animal ficar sem se alimentar, vomitar muito e não for socorrido, poderá ficar desidratado. O animal precisa ser levado ao médico veterinário para exame, pois a bola de pelo pode obstruir o intestino. Nesse caso, exames radiográficos e ultrassom serão solicitados para localização do problema. Em alguns casos, haverá necessidade de lavagem do intestino ou até mesmo ser encaminhamento para cirurgia.

Para evitar essa situação, o melhor a se fazer é diminuir os pelos do corpo do animal por meio de pente e escovas ou outros acessórios. Se os pelos soltos forem retirados na escovação, não serão ingeridos pelo pet. O ideal é que essa prática seja diária, principalmente nos gatos de pelos longos. As rações de boa qualidade tem grande quantidade de fibras que também auxiliam na limpeza do organismo do bichinho por meio das fezes.

Existem também pastas e petiscos à venda no mercado que ajudam na eliminação dos pelos e diminuem o risco da formação do pilobezoário. Uma alternativa natural e eficiente é ter uma graminha disponível para que o gatinho coma para ajudar a eliminar os pelos. Essa graminha pode ser comprada ou o dono pode plantar trigo, milho ou alpiste e deixá-los, assim que verdinhos, à disposição dos pets.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

2 Comentários

Deixe um comentário