Terapia assistida com animais

Terapia assistida com animais

A terapia assistida por animais (TAA) consiste em utilizar cães ou outros animais como parte do tratamento de uma pessoa ou grupo de pessoas. O principio da terapia é que o amor e a amizade entre animais e humanos gerem benefícios e auxiliem no tratamento de diversas doenças, entre elas o Mal de Alzheimer, a paralisia e as lesões cerebrais.

Muitos estudos já comprovaram que a presença dos animais promove bem-estar, estimula a sociabilização e contribui para reduzir dores e depressão. Para ser realizada de forma adequada e eficiente, a terapia deve ser supervisionada por profissionais de saúde habilitados e/ou treinados. Os mecanismos para os quais a TAA coopera são: diminuição da solidão, depressão e ansiedade e aumento do estímulo para a prática de atividades físicas. Atuando positivamente sobre esses sintomas, a TAA contribui para que a saúde dos pacientes melhore, assim como sua qualidade de vida.

A TAA pode ser utilizada para pessoas de todas as faixas etárias e em hospitais, casas de saúde, escolas, clínicas de recuperação e instituições penais. Pessoas que possuem algum tipo de alergia a animais ou medo dos mesmos não devem participar desse tipo de terapia para não comprometerem sua saúde e bem estar físico.

Os animais mais frequentemente usados são: cães, gatos, coelhos e cavalos. Eles devem receber acompanhamento de Médico Veterinário para a garantia de um bom estado sanitário e de minimização do risco de zoonoses. Para participar da terapia, o animal precisa ser obediente, tolerante a estranhos e estar saudável. Além disso, devem estar com as vacinas em dia, vermifugados e serem levados ao local da terapia devidamente contidos – por meio do uso de coleiras.

Um fator importante é a manutenção do programa, uma vez que crianças ou idosos podem sofrer impacto emocional em situações de interrupção do tratamento. Para esses pacientes, a perda do animal provoca um sentimento doloroso e muitas vezes difícil de ser superado. Por isso, profissionais qualificados devem acompanhar os pacientes em todas as etapas da terapia.

Há muito tempo já se sabe que a relação entre o homem e os animais trouxe inúmeros benefícios para a sociedade como um todo, e a terapia assistida por animais é mais uma forma de interação homem-animal de sucesso. Esses seres são inteligentes e podem contribuir para a melhoria das condições de vida de muitos pacientes. Terapeutas de 4 patas, provam que ter um animal por perto pode contribuir para a solução de vários problemas de saúde do homem.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário