Cadastre-se e ganhe 20% OFF na primeira assinatura!

Vacina antirrábica: tudo o que você precisa saber

A princípio, todo cachorro e gato, sem exceção, precisa tomar uma série de vacinas desde os primeiros meses de vida. Entre elas, a vacina antirrábica, capaz de conter o vírus da raiva.

A vacina contra raiva tem um papel mais que fundamental na vida de todos (todos mesmo). Isso porque ela garante imunidade para o pet que tomou, à família humana dele e a todas as pessoas e animais que ele tem ou terá contato no decorrer da vida.

Cachorro tomando vacina antirrabica

Vacina antirrábica: o que é?

A princípio, a vacina antirrábica nada mais é do que a única maneira de prevenir que o seu cachorro ou gato pegue raiva. Isso mesmo, não existe outra forma de prevenção à zoonose que acomete todos os mamíferos.

Aliás, a raiva é uma doença viral extremamente perigosa e fatal em praticamente 100% dos casos em cães e gatos. Então, dificilmente um pet sobreviverá após apresentar os sintomas.

Quando tomar vacina antirrábica?

O ideal é que os filhotes tomem a primeira dose da vacina antirrábica logo aos quatro meses de vida. Posteriormente, eles devem receber o reforço do imunizante anualmente.

Em outras palavras, todos os anos você deve levar o seu pet para tomar a vacina contra a raiva. Aliás, vale destacar que é fundamental aplicar a vacina no tempo certo para que haja o resultado esperado.

gato tomando vacina antirrábica

A vacina antirrábica é obrigatória?

Sim, a vacina contra raiva é obrigatória por Lei em todo o território nacional. Ou seja, você é obrigado a imunizar o seu pet todos os anos. Essa é a forma encontrada pelas autoridades para garantir o controle da raiva em animais domésticos e, consequentemente, em humanos.

Por ser obrigatória, as Prefeituras fazem todo ano campanhas de vacinação contra a raiva. Então, fique sempre atento aos canais de comunicação da Prefeitura de seu Município. Mas caso queira que o seu pet tome a vacina em casa, você também pode solicitar o serviço de vacinação a domicílio da Dog Hero!

Vacina contra raiva: efeitos colaterais

Embora a vacina da raiva seja fundamental para a saúde dos pets, em alguns casos podem ocorrer efeitos colaterais horas depois do imunizante ser aplicado.

Os principais efeitos colaterais da vacina antirrábica são:

  • Salivação excessiva
  • Sonolência
  • Apatia
  • Coceiras
  • Inchaço na região da aplicação
  • Febre
  • Queda de pelo no local da aplicação
  • Dores no corpo

Geralmente, os efeitos colaterais da vacina antirrábica aparecem em até seis horas após a imunização. Mas, calma, caso o seu cachorro ou gato sofra com algum, isso não significa que ele não está imunizado, apenas que o organismo dele  está tendo problemas para lidar com o imunizante.

Em casos mais sérios nos quais os pets apresentam alguns sintomas como tremores, edema, vômitos e até convulsão, o indicado é levá-lo imediatamente para o médico veterinário.

E você, já levou o seu pet para tomar a vacina antirrábica neste ano? Lembre-se: é fundamental manter a carteirinha de vacinação em dia! E para mais dicas de saúde canina e felina, visite o Blog da Petlove!

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.