Cadastre-se e ganhe 20% OFF na primeira assinatura!

Raiva canina: como cachorro pega raiva?

A raiva canina provavelmente é a doença de cachorro mais conhecida mundo afora. Porém, ser “conhecida” não quer dizer que as pessoas realmente sabem exatamente o que é, quais os seus riscos e como prevenir.

A princípio, saiba que um cão com raiva é perigoso tanto para cachorros e gatos quanto para você mesmo. Isso porque também existe o risco de transmissão para nós humanos. Mas calma que vamos te explicar direitinho.

Cachorro com raiva

Raiva canina: o que é?

Inicialmente, a raiva canina é uma zoonose muito grave por ser quase sempre fatal. Ela é provocada por um vírus do gênero Lyssavirus, da família Rhabdoviridae, que penetra no corpo através de uma ferida, geralmente pela mordida de um animal infectado, ou pelas mucosas.

Esse vírus entra em contato com o sistema nervoso periférico (no local da mordida) e, posteriormente, começa a se espalhar pelo restante do corpo até chegar ao cérebro. Em seguida, ele se instala nas glândulas salivares e, pela saliva, pode ser transmitido para outros animais.

Tipos de raiva

Existem dois tipos de raiva canina: a furiosa, na qual o cachorro fica muito agressivo (até mesmo com a própria família), e a muda, em que, como o próprio nome já entrega, o pet dá pouquíssimos sinais da doença.

Como cachorro pega raiva?

A maneira mais comum de um cachorro pegar raiva é através da mordida ou arranhadura de um cão – ou outro animal, como um morcego, por exemplo – infectado. Mas, além disso, a doença também pode ser transmitida de forma indireta. Ou seja, o pet pode ser contaminado após lamber ou morder um objeto que teve contato com um animal com raiva.

Outra forma de transmissão da raiva é quando o cachorro tem uma ferida aberta que acaba tendo contato com a saliva ou sangue de um bicho contaminado.

Sintomas da raiva canina

Basta um cachorro babando para muita gente pensar que ele está com raiva. A princípio, a salivação excessiva é, sim, um dos sinais mais comuns. Porém, a doença apresenta vários estágios diferentes à medida que evolui.

Veja os principais sintomas da raiva em cães:

  • Agressividade
  • Ansiedade
  • Desconfiança
  • Mordedura
  • Lambedura
  • Medo
  • Depressão
  • Salivação excessiva
  • Paralisia
  • Desorientação
  • Convulsão
  • Aversão à água

Dois cachorros latindo

Quais animais podem transmitir raiva?

Como já deve ter percebido, não são só os cães que são os vetores da raiva. Na realidade, qualquer mamífero pode pegar e transmitir a doença. Mas os principais transmissores são:

  • Cachorros
  • Gatos
  • Morcegos
  • Guaxinins
  • Gambás
  • Gados
  • Cavalos

A raiva canina tem cura?

Não, a raiva canina não tem cura e, em quase 100% dos casos, é fatal. Por essa razão, quando os sintomas da raiva vêm à tona, dificilmente o pet sobrevive.

Então, vale destacar que não há nenhum tipo de tratamento para um cão com raiva. Mas, por sorte, temos uma arma poderosíssima para a prevenção que vamos te contar logo abaixo.

Como prevenir?

Definitivamente, a única maneira de prevenir a raiva canina é com a vacina antirrábica. Dessa forma, o recomendado é que os filhotes tomem a primeira dose por volta dos quatro meses de vida e, posteriormente, todos os anos.

Às pessoas que moram em áreas rurais, a vacinação é ainda mais importante. Isso porque o pet pode ter contato com um animal silvestre que esteja infectado. Assim, além de tentar evitar ao máximo esse tipo de encontro, o mais correto é garantir que o pet tome a vacina antirrábica todos os anos!

Vale destacar que a agressividade por conta da raiva nada tem a ver com quadros de agressividade por medo, insegurança ou má socialização. Na dúvida, consulte um médico veterinário!

Agora que você já sabe tudo sobre raiva canina, visite o Blog da Petlove para mais conteúdos sobre saúde canina.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.