Aves podem comer amendoim?

Com tantas informações controversas por aí, podemos ficar em dúvida de quais alimentos podemos ou não ofertar aos nossos pássaros. Um deles é o amendoim, que já foi herói e vilão em diferentes temporadas e são queridinhos de papagaios, periquitos, calopsitas e outras aves.

Mas e aí, podemos dar amendoim para nossas aves?

Trata-se de uma leguminosa muito rica em vitamina E e minerais, além de gorduras insaturadas, o amendoim é uma boa fonte de “gorduras do bem”. Um grão de amendoim possui de 45 a 50% de lipídeos (gorduras), sendo as principais o ômega 9 (ácido oleico) e o ômega 6 (ácido linoleico), presentes exclusivamente em oleaginosas, então sim, é um alimento muito rico e nutritivo para as aves. Mas tome cuidado, tudo que é ofertado em excesso não é legal nem para nós, nem para elas.

Então, porque dizem que ele pode fazer mal?

A maior preocupação em relação ao amendoim, assim como outros grãos, é como ele é armazenado. Grãos e cereais, quando armazenados de forma inadequada, podem formar mofo, um fungo do gênero Aspergillus, que libera uma micotoxina chamada Aflatoxina e é tóxica para os humanos e para os animais. 

Caso você esteja alimentando o seu pássaro com amendoim mofado, sem saber, ele pode estar sendo intoxicado lentamente. Essa ingestão de aflatoxina pode levar a quadros graves de doenças no fígado e até morte em alguns casos.

Como saber se posso ofertar amendoim para minha ave?

Em primeiro lugar, é fundamental consultar um médico veterinário especializado em pets silvestres e exóticos ou zootecnista caso você esteja com dúvidas sobre o manejo alimentar da sua ave.

Se escolher introduzir grãos como o amendoim na dieta, é importante se certificar de que esteja comprando algo de qualidade. Prefira grãos comercializados por empresas conhecidas aos armazenados a granel, que podem sofrer com armazenamento inadequado.

Se optar por oferecer esse tipo de alimento à sua ave, lembre-se de fazê-lo como um agrado. Uma alimentação à base de oleaginosas pode levar a um aumento de peso e outros distúrbios metabólicos. Uma dieta equilibrada é a chave para uma vida saudável e um pet feliz!

Sobre o autor

Gabriela Teixeira

Gabriela Teixeira

Estudante de medicina veterinária e mãe da Bela. Possuo formação em Biotecnologia, mas o amor por pets sempre foi maior que minha curiosidade pela ciência, tive que mudar de área e seguir meus instintos..rs..Hoje, nutro minhas paixões e sigo curiosa por tudo que se refere a tratar bem de nossos pets.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.