Brinquedos para roedores

Os roedores, dentre os quais se incluem os Hamsters, são ótimos animais de estimação. Pequenos, silenciosos, ativos, lindos, fofos e com muita energia, conquistam, a cada dia, mais espaço nos lares brasileiros, encantando adultos e crianças. E como todos os pets, precisam de cuidados específicos, bem como gaiolas e habitat preparados especialmente para eles. Além da alimentação adequada, bebedouros especiais, gaiola limpinha, muito amor e carinho, os roedores precisam brincar, se exercitar e se distrair, seja na presença dos donos ou não.

Seja o animalzinho um hamster, uma chinchila, um esquilinho da Mongólia ou qualquer outro roedor, é importante adquirir e fornecer brinquedos produzidos especialmente para esse grupo, de boa qualidade, atóxicos e seguros.

Os brinquedinhos de madeira, além de divertir e distrair o bichinho, servem para que roam e desgastem os dentes. Isso é extremamente necessário, pois os dentes dos roedores nunca param de crescer. Na natureza eles roem sementes, cascas de árvores e outros itens para fazer esse desgaste. Na gaiola, os brinquedinhos, blocos de alfafa, pedrinhas de cálcio, ração dura e pedacinhos de madeiras vendidos especialmente para eles, auxiliam nesse desgaste dentário. Se o dono não fornecer esse tipo de objeto, os dentes terão crescimento excessivo e será necessário levá-lo ao médico veterinário especialista em pets exóticos para cortar os dentinhos, caso contrário, ele não conseguirá se alimentar e enfraquecerá.

Um brinquedo muito importante para esses bichinhos, que deve ser acoplado na parede da gaiola ou colocado no fundo dela, com pés de suporte, é a rodinha para hamster, essencial para que o animal se movimente, se exercite e não fique obeso. Ela pode ser feita de plástico ou de metal e deve estar sempre disponível e ser higienizada pelo menos uma vez por semana.  Ao escolher uma, observa-se não apenas o seu tamanho, para que o pet caiba dentro, mas, caso seja de metal, deve-se verificar a distância entre as gradinhas da rodinha, para que não haja o risco de o animal prender a patinha, ficar preso e se ferir. Por isso devem ser utilizados produtos desenvolvidos especificamente para o tipo de pet que a utilizará, pois possuem as medidas apropriadas para cada uma delas.

Com o tempo esses brinquedos sofrem desgaste e, periodicamente, devem ser trocados, também para evitar que o amiguinho se machuque. No caso de madeiras para roer, elas também devem ser apropriadas para o pet, pois caso seja utilizada qualquer madeira, corre-se o risco de intoxicá-lo. Existem diversos produtos desenvolvidos para os roedores, cabe ao dono se certificar de estar escolhendo o mais apropriado e, assim, garantir a diversão e a saúde do seu pet.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário