Petdagogia

É difícil conhecer alguém que discorde de que cães, gatos, pássaros entre outros animais de estimação contribuem para o bem-estar social e psicológico de muitas pessoas. Esses benefícios obtidos pela companhia dos animais estão sendo empregados em procedimentos terapêuticos e até são bem conhecidos e explorados atualmente. Um desses procedimentos é a equoterapia, experiência com cavalos que se mostra como extremamente positiva, pois historicamente já auxiliou na recuperação física e mental de um grande número de pacientes. Com inspiração nesses procedimentos terapêuticos nasceu a Petdagogia, ideia de utilizar o animal como um componente pedagógico.

Alguns direitos reservados por Howard County Library System

“Dentro do processo de educação, os bichinhos fazem uma ponte extremamente interessante entre o desenvolvimento do aprendizado na criança com a sensibilidade e respeito para com todos os seres vivos.“

Dentro do processo de educação, os bichinhos fazem uma ponte extremamente interessante entre o desenvolvimento do aprendizado na criança com a sensibilidade e respeito para com todos os seres vivos. O uso de animais como uma ferramenta pedagógica tem sido altamente positivo, pois o pet estimula nas crianças a melhora de autoestima, expressão de seus sentimentos e amplia sua capacidade de sociabilização, além de estimular sua capacidade de comunicação, relatando as experiências pessoais junto às que são vivenciadas com os animais.

O uso de animais para a petdagogia não se restringe a cães, pois se utilizam também gatos, pássaros, porquinhos da índia e até cordeiros. Porém, é importante destacar que o temperamento do animal deve ser observado exaustivamente antes que ele entre em contato com a criança, pois isso serve para assegurar que o animal é dócil o suficiente para não oferecer riscos físicos aos pequenos. As aulas de petdagogia podem ter atividades tanto internas em sala de aula, quanto externas que podem estimular a interação entre a criança e o bichinho de formas variadas como propor brincadeiras com frisbees, jogos interativos, bolinhas, pneus entre outros.

O planejamento de aulas com animais tem como objetivo geral estimular o poder de observação e concentração da criança, além de reforçar a fixação de tópicos das aulas, associando o exercício com atividades em conjunto com o animal. Intrinsecamente, esse estímulo evolui muitos outros aspectos positivos da criança, principalmente seu lado emocional como o companheirismo, solidariedade, compaixão, amor, carinho e muitos outros. Os materiais de apoio para essas aulas são os livros com histórias de animais, brinquedos, figuras e quebra-cabeças e a avaliação do desempenho da criança é feita de acordo com a evolução em seu interesse e comportamento ao longo da execução dessas atividades.

A trajetória da petdagogia é impressionante! Seus resultados se mostraram tão positivos e promissores que esse sistema educacional de crianças pode ser implantado em qualquer escola, desde que os educadores sejam treinados para isso. Sem dúvida, os ensinamentos que são passados ajudam a formação de caráter das crianças de hoje para se tornarem adultos muito melhores para a construção de um futuro melhor para todos, humanos e animais.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário