Cores e Raças dos Porquinhos-da-índia

De acordo com registros históricos, acredita-se que os porquinhos-da-índia tenham sido domesticados por volta de 5000 a.C. na América do Sul pelos povos andinos. Atualmente esses bichinhos deixaram de existir na natureza e se tornaram apenas animais de estimação, disponíveis em uma grande variedade de raças, cores, tipos de pelagens ou cores dos olhos (que podem ser negros, rubis ou vermelhos).

Alguns direitos reservados por Wiebke

Os porquinhos-da-índia possuem uma grande variedade de raças, cores, tipos de pelagens ou cores dos olhos.

O porquinho-da-índia conhecido como porquinho inglês é o mais comum e que mais se assemelha aos selvagens, pois têm pelo curto, liso e sem redemoinhos, além de diversas cores e manchas. Já os abissínios ou frisados têm origem na Inglaterra a partir de seleções específicas para cruzamento, onde certas características foram mais valorizadas, como seus lindos pelinhos um pouco mais longos e ásperos que o dos ingleses, além de possuir entre oito e doze rodamoinhos (rosetas) pelo corpo, ordenados simetricamente. Esta espécie possui cores bastante variadas e um pelo muito sedoso e macio quando jovens, tornando-se mais ásperos assim que se tornam adultos.

Os conhecidos como peruanos são os precursores das raças de lindos pelos longos, que crescem apenas da cabeça para trás formando duas rosetas posicionadas simetricamente nas ancas do bichinho, deixando o pelo caído em direção à sua cabeça, resultando em algo parecido com uma franja por sobre a face.

Os precursores das raças de pelos longos são os porquinhos-da-índia peruanos, que se caracterizam facilmente porque seus pelos longos crescem apenas do pescoço para trás, formando duas rosetas posicionadas simetricamente em suas ancas, além de um topete proeminente para frente em sua cabeça. Por ser uma raça bem peluda, esses porquinhos-da-índia em específico podem tomar um banho com água morna e shampoo neutro quando necessário, assim como precisam que seus pelos sejam aparados regularmente e escovados diariamente.

Outra raça famosa é a sheltie ou silkie, que assim como os peruanos, possuem pelos longos da cabeça para trás, embora não tenha nenhum rodamoinho ou franja em sua cabeça. Os porquinhos-da-índia conhecidos como angorá são uma variação de raça que possuem pelos parcialmente longos e aparentam ser um cruzamento entre o abissínio e peruano e por esse motivo não são reconhecidos oficialmente como raça. Esse bichinho tem pelos curtos em certas partes do corpo como cabeça, barriga, patas e região posterior, restando suas costas que possui partes de pelo longo.

Independentemente da raça escolhida para a criação, a regra geral para a criação de porquinhos-da-índia é que os de pelo curto devem tomar apenas banho em pó e os de pelo longo podem receber banhos de água e shampoo. No geral, os cuidados recomendados são os mesmos entre eles, como possuírem brinquedos para exercício e gaiolas e habitat adequados ao bichinho. Nas gaiolas, os ninhos e as camas são necessários para a absorção da urina para mantê-los secos e em um local agradável. Por fim, uma alimentação específica e de qualidade, assim como água fresquinha são essenciais para que o pequeno roedor viva bem e se mantenha saudável.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

2 Comentários

  • meu porquinho tinha mania de fugir e por causa disso ele morreu pego por um cachorro deu muito dó ele era o lyon o meu nenê ñ queria que isso tivesse acontecido mas porque que ele fugia?é instinto?

    • Fazia quanto tempo que ele tava com VC ,o meu tambem fugia mas agora ele nao fo sho e VC pode abrir o cercado e mandar ele sair e ele nao sai, acho que VC deveria ter mostrado a casa pra ele quando ele chega na sua casa é bom VC mostrar a casa pra ele!

Deixe um comentário