Cachorro comendo terra

Deixe-me adivinhar: viu seu cachorro comendo terra e você, preocupado(a), decidiu vir até o Blog Dicas Petlove saber os possíveis motivos e a formas de conter esse comportamento indesejado. Acertei? Então calma que vamos te explicar.

Cachorro comendo terra

O que leva um cachorro a comer terra?

A princípio, isso chama-se geofagia, e existem várias razões que levam um cachorro a comer terra. Caso o pai humano flagre o cão comendo terra apenas uma vez, provavelmente será pelo mesmo motivo de uma criança pequena: a curiosidade. Mas se a comilança for comum, dificilmente será motivada simplesmente pelo gosto, e sim por algum desses problemas:

  • Deficiência nutricional: Uma das causas mais comuns que leva um cachorro a comer terra é a deficiência de vitaminas e minerais, provocada por uma alimentação inadequada. Por isso, é imprescindível consultar um médico veterinário para planejar o cardápio ideal para o pet desde o início da vida.
  • Problemas comportamentais: Seu cachorro passa muitas horas sozinhos, entediado e sem o que fazer durante a sua ausência? Saiba que o tédio, estresse e a ansiedade contribuem para que o cão desenvolva comportamentos destrutivos e/ou compulsivos.
  • Parasitas: Caso o pet tenha uma dieta adequada e um ambiente rico à sua disposição, o problema pode estar relacionado à presença de parasitas intestinais (vermes).
  • Síndrome de Pica: A Síndrome de Pica é uma condição que causa um desejo incontrolável por comer qualquer tipo de coisa não destinada à alimentação, seja terra, tecidos, pedaços de plástico, papel, entre outros.

O que fazer para evitar que um cachorro coma terra?

Agora que você leu sobre os possíveis motivos que possam estar gerando o interesse do seu pet por terra, é hora de trazer as soluções. A primeira deles é levar o cachorro para uma consulta com o médico veterinário, que fará um check up e investigará toda a rotina do cão.

A partir disso, em casos de deficiência de vitaminas e minerais, o profissional indicará uma mudança na dieta, para que o pet receba todos os nutrientes que precisa. Já em casos onde há a presença de parasitas, algum medicamento ou vermífugo deve ser prescrito.

Agora, se nenhum desses motivos foi diagnosticado pelo médico veterinário, provavelmente a causa estará ligada à problemas comportamentais. Se o pet  passa a maior parte do tempo sozinho e sem ter o que fazer, isso pode ser contornado mediante ao enriquecimento do ambiente onde ele passa a maior parte do tempo.

A ideia é oferecer tudo o que um cão precisa para satisfazer seus instintos naturais dentro de casa. Cachorros felizes e satisfeitos são aqueles que são desafiados e estimulados todos os dias. Portanto, se o cão passa a maior parte do tempo sozinho, é preciso arrumar algumas ocupações para ele, e os brinquedos fazem muito bem esse papel. Além disso, o ideal é evitar que o cachorro chegue próximo ao jardim ou vaso. (Veja mais sobre tipos de enriquecimento ambiental para cachorros)

Agora, se o tédio não está ligado à geofagia, o ideal é consultar um zootecnista ou um médico veterinário comportamentalista.

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É estudante de Jornalismo, apaixonado por animais e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.