Cachorro pode ter pressão alta?

Algumas doenças são tão características entre os humanos, que quando a gente conta que elas também podem acometer os cachorros, tem sempre um pai ou mãe de pet que fica de olhos arregalados. 

Posso citar dois exemplos: a diabetes e a pressão alta. Sim, é isso mesmo que você leu, cachorro também pode ter problemas de pressão arterial, tanto a alta quanto a baixa, precisar de acompanhamento médico e ter que tomar remédios para conseguir manter a saúde equilibrada.

Pressao-alta-cachorro

Como é a pressão alta em cães?

Idêntica à nossa. Ou seja, a também chamada hipertensão arterial acontece quando a pressão sanguínea do cachorro está em desordem. Muita resistência dentro dos vasos sanguíneos representa pressão alta, da mesma maneira que a resistência abaixo da normalidade significa pressão baixa.

O assunto causa espanto em muitas pessoas, pois de fato não é comum os cães sofrerem com problemas de pressão, estudos apontam que aproximadamente 2% dos cachorros apresentam este tipo de condição – o que também pode indicar poucos diagnósticos. Porém, não saber que o seu pet pode ter problemas de pressão alta pode te fazer encarar os sinais da doença como um mal-estar menor e passageiro e fazer com que demore mais para se obter um diagnóstico certeiro.

Sintomas da hipertensão

Em humanos, a pressão alta costuma causar enjoo, dificuldade em respirar e palpitações. Nos cachorros estes mesmos sintomas pode ocorrer, porém é importante ficar bastante atento a outros sinais também:

– Cansaço

– Tosse contínua

– Agitação em excesso

– Xixi com sangue

– Tomar muita água

– Tontura

– Desmaio

– Andar em círculos

Reparou como estes sinais cabem para diversas outras doenças? É por isso a gente aqui no Blog bate sempre na tecla que em qualquer sinal de mal-estar no pet um médico veterinário deve ser acionado, pois não dá pra saber a gravidade do problema sem ajuda profissional e a prevenção continua sendo a maneira mais segura de garantir que o bichinho fique bem.

Importante dizer que os cães mais sujeitos a problemas com a pressão arterial são aqueles de idade mais avançada, obesos, diabéticos e que sofrem de problemas renais. Infelizmente, os peludinhos hipertensos costumam apresentar problemas oculares, renais, cardíacos e cerebrais com o passar do tempo.

Controle da hipertensão em cachorros

Uma vez diagnosticada a hipertensão, o médico veterinário pode recomendar o uso de medicamentos vasodilatadores, mudanças na alimentação, assim como na rotina do cachorro – maior ou menor nível de atividade física, adaptações no ambiente etc. Como não dá pra contar com um aparelhinho em casa para aferir a pressão do pet periodicamente (o usado neles é bem diferente do nosso), a recomendação é contar com uma nova consulta pelo menos a cada três meses, abreviando o retorno, é claro, a qualquer sinal de mal-estar do pet.

A boa notícia é que com um diagnóstico precoce e acompanhamento médico constante, dá pra garantir uma boa qualidade de vida aos cachorros hipertensos. Basta seguir à risca as orientações profissionais e oferecer um estilo de vida bem saudável ao pet, com boa alimentação, peso controlado e atividades físicas diárias na dose certa!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.