Cães paraplégicos

Diversas lesões podem levar o cãozinho a ficar paraplégico e precisar usar cadeirinha de rodas, dentre as quais se destacam as lesões neurológicas, musculares e articulares. Quando um animal sofre lesão na coluna (fraturas ou luxações da coluna e protrusão traumática dos discos intervertebrais) e a medula espinhal é afetada, a transmissão dos sinais nervosos que deviam chegar até as perninhas traseiras do animal é interrompida. Isso faz com que não tenha coordenação e fique paralítico. Esse quadro pode ser permanente ou temporário, dependendo do tipo de lesão causada. Em casos nos quais está ocorrendo apenas uma compressão por edema (acumulo de líquido) local, assim que o edema for sanado, o animal volta pouco a pouco a se movimentar.

Cães paraplégicos - Petlove - O Maior Petshop Online do Brasil

Cães Paraplégicos

Quando há uma ruptura do disco intervertebral (que é o que fica entre as vértebras da coluna), mielopatia degenerativa (causa lesão neurônio motor superior, responsável por levar os sinais nervosos), a “Doença Articular Degenerativa” (leva a uma fibrose na articulação), ou a famosa, e frequente, displasia cocho femoral, em grau muito acentuado, a paralisia ocorre quase sempre. Descobrir a causa que fez o cachorrinho parar de andar Não é tarefa fácil para o médico veterinário, que precisará pedir uma série de exames e, assim,  realizar o diagnóstico e fornecer o melhor tratamento.

Seja qual for o motivo que levou o animal a não conseguir mais mover as perninhas traseiras, para a maioria dos casos, há tratamento e alternativas que podem proporcionar uma vida tranquila ao cão. A cadeirinha de rodas é algo muito usado e, no geral, os bichinhos se adaptam bem a ela.

Basta ter alguns cuidados especiais e tudo dará certo, como, por exemplo: não deixar o pet durante todo o dia na cadeirinha, pois ele precisa descansar e, se ficar muito tempo na mesma, pode se ferir. É necessário alternar momentos de ele permanecer na cadeirinha e momentos de caminha. Quando estiver nas camas, é importante deixar algo absorvente logo abaixo dele, para que não fique molhado de xixi. Pode ser o tapete higiênico ou, se preferir, pode colocar fralda no cão. O mesmo serve para quando se precisar transportá-lo. Para isso, basta colocar o tapete higiênico dentro das bolsas de transporte. Na caminha, é importante a oferta de brinquedinhos para cachorro, assim o pet poderá se divertir enquanto está lá.

Às vezes o pet pode ter dificuldade de fazer xixi e coco. Faça massagem na barriguinha dele para ajudá-lo. Feridas causadas pelo uso da cadeirinha podem ocorrer. Trate delas com carinho e se os ferimentos forem sempre nos mesmos lugares, providencie roupas reforçadas para proteger o local. Amor e carinho podem fazer com que o cão viva bem e feliz, mesmo sem andar sozinho.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

13 Comentários

Deixe um comentário