Cadastre-se e ganhe 15% OFF na primeira compra!

Cardiopatia canina: Degeneração da Valva Mitral

Adivinha só quem está com essa doença? Isso mesmo, aquela da qual eu não canso de falar: minha filha de quatro patas. Imagina o susto ao descobrir que minha bebê estava com problema no coração!! Mas após exames e os devidos cuidados percebi que isso não é o fim do mundo e vim aqui para falar um pouco sobre cardiopatia canina, que é mais comum do que parece.

Pessoa e cachorro fazendo coração

Cardiopatia canina: degeneração da Valva Mitral

Cardiopatia é a palavra que designa doença no coração. Existem algumas cardiopatias caninas. Umas mais graves outras nem tanto. Algumas que acometem mais animais de grande porte, outras são mais comuns em cachorros de pequeno porte. Cães idosos, cães mais jovens… Enfim, nem toda doença do coração é igual.

A cardiopatia da Sunny é conhecida como Degeneração da Valva Mitral, mais comum em raças pequenas (como a dela) e em cachorros idosos (ela está com 7 anos, já chegou na meia-idade).

A Valva Mitral é responsável por deixar que o sangue passe do átrio para o ventrículo. À medida que o coração bombeia o sangue, essa válvula se fecha, impedindo que o sangue retorne para o átrio. Quando ocorre a degeneração dessa válvula, ela não se fecha por completo, fazendo com que volte um pouco de sangue para o átrio.

Dessa forma, há menos sangue bombeado para o corpo. Como forma de recompensar, o coração trabalha mais vezes e de forma mais intensa, o que pode acarretar uma insuficiência cardíaca.

Desenho do coração

www.tuasaude.com/insuficiencia-mitral/

Sintomas

Os sintomas de doenças cardíacas no geral podem demorar a aparecer e em alguns casos só se manifestarem quando a doença já está em um estágio avançado. A Sunny estava apresentando algumas crises que aparentavam ser falta de ar, onde ela ficava muito ofegante, especialmente de noite o que fazia com que ela ficasse inquieta.

Na visita ao médico veterinário, foi tirada uma chapa para descartar pneumonia e a doutora observou que o coração dela estava aumentado. Foi então que ela pediu um ecocardiograma e o resultado apareceu. Além da falta de ar outros sintomas incluem:

 tosse;

cansaço rápido ao fazer exercícios;

falta de apetite;

em casos mais graves desmaios.

Cachorro com a língua de fora

Tratamento

Não há cura para a Degeneração da Valva Mitral, mas existem alguns medicamentos que controlam os sintomas, melhoram o funcionamento do coração e permitem uma vida normal ao animal.

A Sunny toma quatro remédios . Dois deles são diuréticos que ajudam a controlar a quantidade de líquido no corpo de forma a não sobrecarregar o coração. Os outros dois têm como função melhorar o funcionamento do coração.

Um deles controla os batimentos cardíacos para que ele não trabalhe tanto e o outro ajuda no processo de contração. Todos esses medicamentos juntos, evitam que o coração se altere ou mude de forma, já que sem eles o coraçãozinho do animal tem que trabalhar além da conta.

Essa medicação é pra vida toda e um acompanhamento semestral deve ser feito para poder acompanhar a progressão da doença e ajustar o medicamento sempre que necessário.

Existe prevenção para cardiopatia canina?

A resposta é não. Doenças do coração surgem por questões genéticas ou devido à idade, então não há nada que possamos fazer para evitá-las. Por isso as visitas frequentes ao médico veterinário e aquele check-up básico são essenciais para que possamos descobrir essa e outras doenças logo no início, de forma a se melhorar os prognósticos.

 

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Bruna Cela

Publicitária e aspirante a empresária. Mãe coruja da Sunny, daquelas que posta mil fotos no Instagram (como essa aí de cima). Ama tudo o que é relacionado a arte e a escrita é sua melhor ferramenta de expressão. Conversa com todos os pets que encontra pelo caminho e jura que, na maioria das vezes, eles respondem.

6 Comentários

  • a minha JUJU ela tem tudo isso , tadinha . toma pimobendan, benazepril, espirolactona e furosemida ….. e alem disso Condotron . mais com acompanhamento periodico e exames com cardiologista , mas saber que não existe cura dói. A Juju é pequena e preciso manipular todos na dosagem dela para 3 kilos e onze anos … #juntascontraacardiopatia

  • vc mora em que cidade?? pq, eu tbm descobri na minha cachorrinha.. consegui um lugar que as consultas são bem mais baratas lá no bairro de Caxias

  • Meu cachorro veio a falecer ontem por complicações dessa doença. Um poodle de 13 anos, diagnosticado com ela há uns 08 meses atrás, infelizmente ela é assintomática e só transmite sinais clínicos quando já está em seu estado avançado. O tratamento, segundo o cardiologista que o acompanhava, era com o furosemida, pimobendan e benazepril.

    E é isso… Agradeço por ele não ter sofrido internado, teve uma morte rápida nos braços do dano onde sempre encontrou muito amor e carinho, fico feliz que na grande parte dos quase quatorze anos que ele passou comigo, foram felizes e saudáveis. Que ele esteja em um lugar melhor agora e que, talvez um dia, eu possa vê-lo novamente em outro plano.

  • Olá ..boa noite.pesquisando pra se inteirar mais sobre esse problema vi e li sua reportagem.qual os remédios indicados diuréticos e os para insuficiência cardíaca inclusive para o coraçãozinho não aumentar de tamanho.agradeço pela ajuda e guardo urgente no meu email rosi.cieslak@hotmail.com minha Poodle tem 14 anos e 9 meses só agora surgiu o problema.super ativa….preciso ajudá la
    Obrigada.

  • Descobrir hj essa doença no meu melhor amigo há 13 anos, e estou desesperada pq a médica disse que se ele não tomar os 05 remédios que passou ele não pode durar muito, peço ajuda para comprar esses remédios por favor, me ajude a divulgar o caso do MIÚDO e me ajudar a encontrar alguém que o patrocine, pois tenho 04 cachorros e dois deles incluindo o meu miúdo está com enfermidades…???

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.