Como Adestrar um Gato

Gatos podem ser adestrados?

Os gatos são incompreendidos há décadas. Muitas especulações, mitos, lendas e, sabe-se lá a razão, normalmente tudo é muito negativo para a popularidade dos bichanos. Graças a muitas pessoas, esforços e divulgação de informação esse imaginário coletivo tem mudado. Os gatos têm sido criados com mais proximidade das famílias, dentro de apartamentos e com a consciência de uma guarda responsável de animais castrados que não frequentam a rua mesmo quando moram em casa.

Como adestrar um gato? Essa pergunta  podia parecer impossível, para alguns ainda pode parecer mentira, mas nós que convivemos com esses animais incríveis sabemos como eles são inteligentes e susceptíveis aos nossos pedidos e a prática do treino opera milagres em prol da boa convivência e comunicação entre espécies.

Como adestrar um gato é como treinar qualquer tipo de ser vivo. Oferecemos oportunidades de eles ganharem coisas que eles gostam (reforço) enquanto interagem conosco. Desde 1913 grandes cientistas desenvolveram teorias e práticas de modificação comportamental que nos auxiliam com problemas que podemos ter com os animais que convivem conosco. São muitos nomes e conceitos que, quando aplicados, nos ajudam muito a ter um ambiente harmônico de convivência entre seres humanos, gatos, e pasmem outros animais também .

Os animais têm preferências individuais. Cada petisco pode agradar mais um gato que o outro. Um animal pode estar mais interessado em brincar com o brinquedo preferido a comer. Sim, gatos gostam muito de carinho, descubra o lugar preferido que ele goste de receber o cafuné e use isso a seu favor.

Como adestrar um gato

Agora que você sabe agradar seu amigo peludo, vamos ver as dicas e truques para esclarecer a pergunta – como adestrar um gato? Comece a propor trocas: “Você faz isso que eu te dou esse carinho/brinquedo/petisco”. Em pouco tempo ele começará a propor os comportamentos que você ensinou quando quiser brincar com você. Todos os animais gostam de ser estimulados mentalmente. Gatos são caçadores natos, eles resolvem quebra-cabeças para pegarem suas presas. Cada vez que ensinamos alguma coisa nova para eles é uma satisfação que sentem. Para ter sucesso em adestrar um gato, a hora de colocar a alimentação é um ótimo momento para ensinar algo novo. Comece chamando bichano pelo nome um pouco antes de balançar o pote de ração, rapidamente ele entenderá que deve ir até você quando ouvi-lo chamar pelo nome. Depois que ele estiver vindo muito rápido comece a pedir que sente, ou que suba em algum lugar para esperar, assim que ele fizer aquele comportamento você pode colocar a comida para ele. Seja pró ativo, saiba antes o que você quer do animal, espere atentamente, induza ele fazer aquele movimento tão desejado, ofereça o que ele quer assim que o fizer.

Mantenha o critério baixo, isso evita que você se frustre e que deixe o animal confuso. Se você quer que ele suba em algum lugar, peça lugares baixos primeiro, vá aumentando a altura aos poucos. Se quer que ele sente, de a comida (ou o brinquedo) quando ele dobrar levemente as pernas, mesmo antes de sentar, aos poucos vá esperando um pouco mais ele flexionar mais e mais os membros posteriores. O adestramento é um processo, às vezes lento, às vezes rápido, depende da habilidade do adestrador e da atenção do animal.

Diferenças entre gatos e cachorros no adestramento

Gatos são animais atentos, eles conseguem prestar atenção em tudo que está no entorno. Treiná-los é um desafio. Como adestrar um gato é uma tarefa árdua: ser interessante quando todo o resto também é interessante e compete atenção, inclusive aquela formiga que não tínhamos notado, ou aquela sombra que acabou com 5 minutos de interação positiva entre o treinador e o animal. Diferente dos cães eles precisam de mais estímulos e sessões de treino mais curtas, principalmente quando decidimos que vamos colocar essa rotina para eles. Às vezes conseguir que ele repita o comportamento uma ou duas vezes já é suficiente para acabar a sessão de treino de forma muito prazerosa para eles.

Mãos à obra, só você pode oferecer uma vida melhor para o seu animal. Treiná-lo faz parte dessa rotina.

Conhece alguém que quer ensinar truques ao gato? Então compartilhe o post!

www.beanimal.com.br

Sobre o autor

Avatar

Yuri Domeniconi

Biólogo consultor de comportamento animal do www.beanimal.com.br

16 Comentários

  • Encontrei na rua meu gatinho novo ainda. Faz necessidade na areia . Não perturba quando estou almoçando. Mas quando chega visita ele morde os pés, arranha e por diante. O que faço? Pq ele me morde TB.

    • Olá, Cristina! Gatinhos muito novos que não conviveram o tempo adequado com a mãe e os irmãos podem “testar os limites” com humanos agindo desta forma. Lembro ainda que é normal que eles brinquem assim, só não podem nos machucar… desvie a atenção do pet quando ele se comportar desta forma e oriente as visitas para não “provocá-lo” incentivando que continue com isso. Um abraço!

  • Adotei uma gatinha que está com cinco meses. O meu problema é que ela não aceita muito carinho e morde com muita frequência. O que fazer para resolver estes dois problemas? Obrigado

    • O carinho é o caminho…insista mas não em excesso..
      Aos poucos… embora cada um tem uma personalidade diferente ou vivências diferentes mas,ínsita e cada vez q for dê um petisco…

  • Yuri…. em casa tínhamos quatro gatos a resgatamos outro que vivia só em um sítio….
    Os quatro eram bem educados mas este último, o Tico, começou a fazer xixi em todo lugar… não sabemos mais o que fazer…
    Todos são castrados…
    Faz xixi em paredes e móveis dentro de casa….
    Tem como educar???

  • Olá tudo Bem! concordo plenamente, com o avanço da velocidade de informação, diminuímos muito a barreira de conhecimento que existia sobre nossos gatos e dessa forma hoje temos acesso a meios e comunidades sobre como devemos criar e cuidar dos nossos bichanos é muito triste ainda ver tantos gatos desamparado nas ruas.

  • Bom dia !

    tenho alguns bichanos e os mesmos quando estão com ciumes e com raiva fazem as necessidades em minha cama como adestrar este comportamento ?

  • Como fazer minha gata gostar do outro gato?? O Fred tenta de qualquer maneira interagir com ela, mas a nininha não gosta dele, pois fica muito nervosa e parte para briga. Os dois ficam separados e eu tenho muita dó dela porque não gosta de ficar no mesmo lugar que ele. Então a gata fica mais dentro de casa, nos quartos e o gato no quintal e na sala. Obrigada.

    • Oi Márcia, não sou especialista mas vou te contar sobre minha experiência: eu tinha três gatos da mesma ninhada e infelizmente dois vieram a falecer e fiquei somente com um. Resolvi pegar outro gato e o que já era de casa não aceitou muito bem. Não ficava onde o outro estava e quando o mais novo chegava perto ficava bravo. Meu esposo cogitou até devolver o menor, pois o mais velho estava muito nervoso. Pois demoraram”eternos” quatro meses para o mais velho começar a aceitar o outro. Hoje em dia são como irmãos, um não vive sem o outro.

    • Estou com um problema semelhante. E sou sua xará! Tenho dois gatos machos da mesma ninhada. Adotei os dois pq eram inseparaveis. Era lindo. Um tomava conta do outro. Brincavam….Hoje em dia, não sei mais o que faço!. Já comprei de tudo que me ensinaram para eles voltarem a ser amigos…eles brigam, e se odeiam. Qd. começã a briga tenho que jogar muita agua para eles se soltarem. As vzs se machucam…mas somente arranhões qd as unhas estão maiores. Será que alguem tem alguma dica?

  • Eu estou com problema com minha gata castrada vive vive no quintal da vizinha, e a vizinha querendo fazer maldade mexendo na gata com graveto e quando chego perto disfarça, agora a mesma não diz que gata esta dando problemas. Como faço para a gata parar de ir no quintal da vizinha? Que tipo de adestramento é ideal?

  • Gostaria de pedir ajuda… tenho dois gatos, uma fêmea e um macho, os dois com dois anos, mas a gatinha é espevitada demais…. eu preciso levantar todos os dias às 05:00hs para trabalhar, mas por volta das 04:30hs, ela vem pra cama, começa a andar pela minha cabeça ou fica tentando me arranhar por cima/baixo das cobertas, não sei se ela quer brincar ou me acordar, mas tem me deixado estressada demais, pois durmo muito pouco, e aquela hora do sono que vc pode ficar um pouquinho mais na cama, ela não deixa. O que eu posso fazer pra educa-la a não fazer mais isso?? Socorrooo!!!

  • Os meus atendem pelos nomes, quando chamo vem até mim (qnd querem) e qnd peço para subir em algum lugar eles sobem(menos a fêmea, que é mais geniosa) e sabem quando estou brigando com eles falando que algo não pode.

    • Dayana, eles realmente são muito inteligentes, você pode conseguir mais resultados deles se interagir naquele momento que estão pedindo atenção. 🙂

      • Oi Yuri!
        Tenho um gato e uma gata, os dois com aproximadamente 4 anos.
        Eu dava muita comida para o gato quando ele era menor e agora não consigo acostumá-lo com menos.
        Ele come a ração que a veterinária indicou, a royal canin sensible.
        Percebo que ele é bastante ansioso pq qdo deixo ele em um espaço maior ele volta mais calmo e sem pedir tanta comida.
        Se eu não dou comida fora de hora ele mia muito e morde minhas pernas.
        Usei o difusor feliway e melhorou um pouco mas só no 1º mês.

        Se tiver alguma dica eu agradeço muito.
        Abc

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.