Como educar um filhote de cachorro para ser seguro de si

Você sabia que a principal razão para casos de abandono de cachorros é o mau comportamento? Nós sabemos que você não irá desamparar seu filhote mesmo ele não se comportando da maneira ideal, mas saiba que é fundamental educá-lo corretamente desde o início da vida para que ele seja seguro de si no futuro.

Como educar um filhote de cachorro para ser seguro de si

Socialização de filhotes de cachorro

A princípio, a expressão “ser seguro de si” quer dizer que o cachorro é autoconfiante, equilibrado e sem qualquer problema de conduta. E para isso, além de muita paciência e dedicação, a socialização precoce é fundamental, uma vez que o objetivo é que ele se acostume com variadas situações e ambientes e se relacione da melhor forma com novas pessoas e pets.

Quando falamos em “socialização precoce”, é precoce mesmo! O ideal é que um filhote de cachorro passe por um processo de socialização entre quatro e 14 semanas de vida. Ou seja, antes mesmo de finalizar o ciclo de vacinas que todos os cachorros devem concluir. Mas, claro, é necessário tomar todos os cuidados e jamais o levar em locais em que há a circulação de outros animais antes de estar devidamente vacinado.

Experiências positivas

Nada adiantará se o filhote de cachorro passar por várias experiências negativas durante o período de socialização. Nessa fase, não basta expor o pet a novos cenários, o pai humano deve ter muita cautela, já que uma situação controversa pode marcar o cãozinho pelo resto da vida.

Um exemplo: uma pessoa leva o seu filhote para a casa de um parente, onde há um cão mau comportado e que não se dá bem com outros pets. Quando o cãozinho chega no local, o cachorro da casa começa a latir incessantemente e até tenta atacar o pequeno. Qual seria o resultado dessa experiência tanto quanto desastrosa? Provavelmente um trauma e, consequentemente, uma possível dificuldade em se relacionar com outros cachorros no futuro.

O mesmo vale para outras ocasiões, incluindo passeios nas ruas, lojas, parques e no contato com outras pessoas. Experiências positivas ocasionam comportamentos positivos!

Como aumentar a confiança do meu filhote de cachorro?

Pretende ter um cachorro que possa frequentar todos os ambientes e que saiba se relacionar com outras pessoas e pets? Saiba que isso não tem relação com o temperamento particular, mas sim com muito esforço e dedicação dos pais humanos.

Aí vão umas dicas para ajudar a elevar o nível de autoconfiança do seu filhote de cachorro:

  • Exponha o filhote a cachorros dóceis, confiantes e, claro, vacinados e com a saúde em dia. Peça a ajuda de seus amigos pais de pets para essa tarefa.
  • Ensine comandos simples como “sentar”, “parar” e “não”, além de outras palavras que podem ajudar no dia a dia e na comunicação entre vocês.
  • Faça passeios seguros e longe de parques com outros cães até que o ciclo de vacinas seja cumprido. Você pode levá-lo ao shopping em seu colo, por exemplo.
  • Carregue o pet para todos os lugares possíveis, mas com segurança.
  • Passeie com o filhote de carro com frequência e vá a lugares divertidos.
  • Vá para consultas com o médico veterinário de confiança de forma positiva, propondo brincadeiras e guloseimas.
  • E claro, tenha muita paciência, carinho e amor!

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

1 Comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.