Coton de Tulear – Principais doenças

O Coton de Tulear tem uma aparência muito desejada pelos amantes de cachorro: seu porte é pequeno e seus pelos são brancos e longos. Em geral, possui poucos problemas que são herdados ou de origem genética, mas ainda assim, você pode conferir nesse post as principais doenças do Coton de Tulear.

Apesar de ser saudável, isso não é motivo para que você não cuide bem desse cachorro. Escove seus pelos regularmente, ofereça alimentos balanceados e super premium, cuide de sua saúde oral e gaste toda energia desse pet com passeios e brincadeiras.

Coton de Tulear deitado na grama

Ataxia cerebelar neonatal

A ataxia cerebelar neonatal é uma das principais doenças do Coton de Tulear, sendo de origem genética. Um estudo mostrou que sete de 32 filhotes da raça podem ser afetados. A condição acomete os cães recém-nascidos e se manifesta por volta da segunda semana de idade.

Os filhotes afetados não conseguem ficar em pé devido a uma perda da coordenação motora, porém eles ainda conseguem se movimentar. A característica mais marcante da doença é o pet que fica em posição de “natação” com as patas abertas.

Retinopatia multifocal

A retinopatia multifocal costuma desenvolver-se por volta dos 11 meses de idade na raça e ocorre devido a uma mutação nos genes do cachorro. A doença causa uma série de lesões na retina do olho que pode ter tamanhos e formas variáveis. Conforme ela progride, pode levar à cegueira – já que a retina é responsável pela formação das imagens.

Luxação Patelar

Apesar de não ter nenhum estudo indicando que a luxação patelar tem maior incidência no Coton de Tulear, a doença não é causada apenas pelo fator genético, mas também por traumas e por forçar muito o joelho subindo em móveis, por exemplo.

O problema costuma afetar raças de pequeno porte, fazendo com que a patela (osso que fica na parte da frente do joelho) se mova de forma anormal. Para prevenir a doença no pet, é importante utilizar rampas e escadas para ele subir em móveis e evitar o esforço excessivo do joelho.

Obesidade

A maioria dos cães que não tem uma dieta controlada e não gasta energia possui tendência a ficar acima do peso. Quando se trata de pets de pequeno porte, uma mudança pequena na balança já faz diferença. A obesidade é um distúrbio metabólico que se não for tratado, pode desencadear outros problemas como diabetes mellitus e reduzir a expectativa de vida do cachorro.

Ofereça alimentos super premium específicos para o porte e condição do seu Coton de Tulear, o incentive a praticar exercícios físicos e a fazer brincadeiras e não oferte alimentos de consumo humano ao seu pet, assim você diminui as chances do cão ficar obeso.

As doenças citadas aqui são provenientes de estudos e artigos de predisposição de certas doenças em raças. Lembrando que seu Coton de Tulear pode viver uma vida saudável sem ser acometido por nenhuma enfermidade. Entretanto, a informação e conhecimento são importantes e a qualquer sinal de que algo está errado com seu peludo, procure um médico veterinário.

Sobre o autor

Beatriz Mario

Beatriz Mario

Estudante de Medicina Veterinária, sonho que tenho desde criança, cresci com gatos e hoje sou uma felícia assumida. Tenho dois felinos resgatados: o Frodo e o Bilbo, que são considerados meus filhos de pelo. Meu propósito de vida é ajudar o máximo de pets possíveis e fazer com que eles fiquem mais felizes e saudáveis escrevendo para o blog da Petlove.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.