Cuidados e Higiene de Porquinhos-da-índia

Fofinhos e muito limpos, os porquinhos-da-índia podem ser ótimos animais de estimação, desde que o dono tome certos cuidados. Ele pode ser criado em um viveiro externo com sombra e uma casinha para que se abrigue do frio e da chuva, bastando que ele seja telado tanto nas laterais quanto na parte superior.

Alguns direitos reservados por David Masters

Fofinhos e muito limpos, os porquinhos-da-índia podem ser ótimos animais de estimação, desde que o dono tome certos cuidados.

O mais comum é ver esses bichinhos sendo criados em uma gaiola dentro de casa com sua família. Para isso, é importante que o fundo da gaiola tenha uma cama para que ele fique confortável e possa arrumar seu ninho para dormir, além de que essa cama pode ser usada para absorver a urina, evitando que o ele fique em local úmido.

Como todo animal, o porquinho-da-índia precisa de uma nutrição adequada para se manter bem. Portanto, sua alimentação deve ser baseada em raízes, capim, sementes e ração para roedores, compradas com facilidade em lojas específicas e servidas em comedouros adequados, além de bebedouros com água fresca sempre disponível. Os porquinhos de pelo curto precisam de escovação esporádica para ajudar a tirar os fios soltos e manter sua pelagem limpa, além de poderem tomar banho em pó ou com água apenas em caso dele ter se sujado muito acidentalmente. Já os de pelo longo precisam de uma escovação diária para a remoção dos fios embaraçados ou soltos com ajuda de uma escova macia para não irritar a pele sensível do pet.

Os porquinhos-da-índia de pelo longo precisam de um cuidado a mais por conta dos seus pelos, então às vezes será necessário dar um banho de água morna com extrema cautela no bichinho. Para isso, é recomendado usar um recipiente raso para molhá-lo apenas do pescoço para baixo, atentando para que não entre água em seus ouvidos. Em seguida, o dono deve ensaboá-los com um pouco de shampoo próprio para roedores e coelhos ou um shampoo para gatos, para que em seguida os enxague bem até retirar todo o sabão. No final, o animal precisa ser secado com toalha e secador para evitar que os pelos fiquem muito úmidos e a pele fique suscetível a dermatites.

Esses bichinhos devem tomar banho raramente, então se houver qualquer alteração de comportamento, problemas na pele ou algum outro tipo de diferença notada pelo dono, o animalzinho deve ser encaminhado ao médico veterinário especialista em pets silvestres para ser examinado e tratado se necessário, garantindo assim sua saúde e bem-estar.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário