Cuidados Pré-cirúrgicos com os Animais

Por mais simples que possa parecer a cirurgia a qual o animalzinho de estimação será submetido, os cuidados no pré cirúrgicos são de extrema importância. Isso porque, além da cirurgia em si, será submetido a uma anestesia mais profunda e, para voltar bem dela e ter uma boa recuperação, o organismo precisa estar estabilizado. Para isso, alguns exames serão feitos pelo próprio médico veterinário, isso é importante independente de qual espécie seja. Podem ser cães, gatos ou qualquer outro bichinho, todas as preocupações e os cuidados antes da cirurgia precisam existir.

Todos os direitos reservados a Outbound Hound

Cuidados Pré-cirúrgicos com os Animais

Para começar, um histórico detalhado precisa ser obtido, por isso é muito importante que tudo que o proprietário lembre seja contado ao médico veterinário, principalmente se o animal se tratou de alguma doença, se toma remédio diário ou se já fez alguma outra cirurgia. Depois disso passará por um exame clínico detalhado, onde pulmão, coração e os outros órgãos serão examinados, para verificar se está tudo bem.

No geral, um hemograma e um leucograma são pedidos, para saber se o animalzinho não está com anemia nem tem nenhuma infecção no organismo. Se o pet já tiver algum problema cardíaco, por exemplo, um eletrocardiograma pode ser solicitado. Animais mais idosos costumam ter o organismo mais frágil, e, por isso, exames de glicemia, urina, entre outros, podem ser solicitados. Tudo isso dá suporte para que o melhor anestésico seja escolhido e o procedimento cirúrgico seja feito da melhor maneira possível.

Feitos todos os exames, a data da cirurgia pode ser agendada, é muito importante que o dono siga todas as orientações passadas pelo veterinário para que tudo corra bem. O animal deve estar limpo para não contaminar o local da incisão e a ferida cirúrgica. Ele precisa também estar em jejum alimentar e hídrico. Deve ficar sem comer por aproximadamente 12h e sem beber água por no mínimo 6h, muitos donos ficam com pena de deixar o bichinho sem comer e acabam dando ração para eles e colocam a vida deles em risco sem querer, pois na anestesia eles podem regurgitar o que comeram e beberam, e aspirar em seguida, levando tudo para o pulmão, o que pode causar uma grave pneumonia que nem sempre pode ser curada.

Após o pet voltar para casa, os cuidados devem ser mantidos para que a recuperação seja breve e com saúde. É muito importante o máximo de cautela com a limpeza do local com pontos. Uma das principais indicações em grande parte das cirurgias, é uso do colar elizabetano, pois impedirá que o pet mexa no local operado. O profissional irá deixar claro todos os cuidados necessários, e essas instruções devem ser cuidadosamente seguidas até a recuperação completa do animal.

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

Deixe um comentário