Dirofilariose ou Verme do Coração

A dirofilariose é uma verminose causada pela dirofilária, um verme que se aloja no coração dos cachorrinhos doentes e se desenvolve progressivamente lá dentro a ponto de poder atingir 35cm de comprimento! A transmissão desse verme é feita por um mosquito que pica um pet doente e um saudável em seguida. O bichinho pode passar anos com dirofilária alojada nele e não apresentar nenhum sinal clínico da verminose, se tornando evidente apenas com o quadro bem avançado.

Alguns direitos reservados por Pawns

Os cães podem passar anos com uma dirofilária alojada em seus corações e não apresentar nenhum sintoma, que se torna evidente apenas com o quadro clínico avançado da doença.

Quando a larva do parasita entra na corrente sanguínea do cachorrinho através do mosquito, ela cresce lentamente no organismo e se aloja perto de grandes vasos sanguíneos, causando a obstrução destes. Como o sangue não consegue passar na quantidade suficiente pelos vasos, o coração começa a ter que forçar mais para bombear e conseguir suprir a necessidade de todo o corpo do bichinho de estimação. Com esse trabalho excessivo, aos poucos o músculo do coração começa a enfraquecer, fazendo com que o órgão fique dilatado.

Então o cãozinho começa a apresentar cansaço, perda de peso, tosse, falta de ânimo, dificuldade de respirar e abdômen inchado, por isso se torna normal vê-lo triste e evitando brincar para ficar quieto na casinha dele. Quando um amiguinho de quatro patas apresenta esses sinais, é porque a doença já está bem avançada, pois na fase inicial ele continuará feliz e brincando pela casa porque o verme ainda não está plenamente desenvolvido e obstruindo seus vasos sanguíneos.

tratamento para essa doença dos cães, mas quando o animal já apresenta os sinais citados é porque o problema já está muito evoluído, sendo que as chances de cura do bichinho dependerão do estado clínico encontrado pelo veterinário. A melhor maneira de prevenção e combate dessa doença terrível é com a detecção do problema através de um checkup prévio, seguido do uso mais breve possível de vermífugos que matam essa larva ou alguns antipulgas que possuem o mesmo princípio ativo.

Embora a dirofilaria possa ser encontrada em qualquer lugar, no litoral ela é mais frequente. Para os donos de cães que moram perto da praia ou vão com frequência passear na orla, um esquema mais rigoroso de prevenção deve ser feito com a orientação do médico veterinário, pois isso impedirá que a larva se aloje e cause mal ao pet. Caso o dono decida passar férias à beira mar, ele deve visitar previamente o veterinário para ser orientado da administração de medicamentos antes da viagem, o que evitará que o cachorrinho volte para casa com uma larva dentro dele, pois como já foi dito, contra a dirofilariose, a prevenção é a melhor opção.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário