Estresse dos humanos pode ser passado para seus cães

Se você é daquelas pessoas que não consegue controlar os momentos de raiva e está em constante estado de nervosismo, é bom ter cuidado redobrado. Além de prejudicar sua saúde, o nível elevado de estresse também pode deixar seu cãozinho à beira de um ataque de nervos

Ok, a situação pode não chegar a esse extremo, porém, um estudo da Universidade de Linköping, na Suécia, constatou que pais estressados acabam “contaminando” seus filhos de quatro patas. A pesquisa analisou 58 cães e suas mães humanas, utilizando amostras de pelos e cabelos para medir a concentração de cortisol. Além disso, os níveis de atividade dos cães foram monitorados com uma coleira remota especial por uma semana.


As participantes também foram convidadas a responderem um questionário sobre a própria personalidade e a dos bichanos.
A bióloga Lina Roth, uma das autores da pesquisa, explicou como os níveis de estresse foram analisados. “À medida que o pelo cresce, o cortisol da corrente sanguínea é gradualmente incorporado. Isso forma uma espécie de calendário retrospectivo dos níveis de cortisol. Portanto, a partir de amostras de cabelo, conseguimos analisar os níveis de estresse ao longo de meses”, afirmou em recente entrevista.

O impacto emocional nos cachorros pode ter como justificativa o processo de domesticação, que torna os animais mais dependentes de seus pais humanos. A pesquisa não achou grandes interferências da personalidade dos caninos em seus níveis de estresse, mas sim uma influência considerável da personalidade de suas tutoras. Resumindo, os cães podem ficar estressados tanto quanto seus pais.

Os estudos devem evoluir para um novo estágio e o próximo passo é incluir a participação dos homens nas pesquisas e considerar cães de diferentes raças, já que nessa primeira etapa apenas duas foram consideradas: Pastor de Shetland e Border Collie, reconhecidos pela inteligência e poder de interação que têm com humanos. Também está no radar fazer o mesmo tipo de pesquisa com outros tipos de pet como, por exemplo, os gatos.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

2 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.