Tudo sobre o seu:

Border Collie

Cães pastores fazem parte da história do planeta e ao longo de centenas de anos a criação desses cachorros tinha como objetivo principal desenvolver uma raça que exercesse esta função da forma mais eficiente possível. Existem registros datados do século de XVI que já evidenciam a existência de cães da raça Border Collie (que ainda não tinham esse nome). Eles eram perfeitos para o pastoreio nas regiões montanhosas da Grã-Bretanha se movimentando facilmente por mais de 50 quilômetros em um terreno irregular e até mesmo no frio durante um só dia. Além disso, esses cães se destacavam por não serem barulhentos e realizar o pastoreio sem latir ou mordiscar, apenas cercando agilmente o rebanho. O olhar do border collie também se destacava, uma vez que muitos donos de rebanho dizem até hoje que exemplares desta raça conseguem "hipnotizar" os outros animais, mostrando o que desejam apenas os olhando de forma fixa e focada. Em 1925, o nome Border Collie foi oficialmente registrado, fazendo referência à sua origem entre as fronteiras Inglesas e escocesas. Já o reconhecimento pelo American Kennel Club só ocorreu mais recentemente, em 1995.

Características do seu Border Collie

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Border Collie

Tamanho

A altura varia de
46 a 56 cm

Peso

O peso varia de
13 a 20 kg
Pelagem
O Border Collie possui dois tipos de pelos: curtos e macios ou longos e grossos, mas ambos os tipos contam com um subpelo macio e denso, que os protege de temperaturas variadas. A pelagem mais comum é a bicolor, branco e preto, mas a raça também apresenta pelagem tricolor, variações do castanho (cor conhecida como vermelho australiano) e marrom. Em alguns cães os pelos apresentam um aspecto “marmorizado” e recebem o nome de Merle. Na raça, cães com o branco predominante não são bem aceitos. Apesar do seu pelo não criar grandes emaranhados de nós, é preciso escovar o border collie com frequência. No Brasil, é comum que percam muito pelo não somente em climas mais quentes, mas durante todo o ano.
No geral, o Border Collie é um animal muito saudável e sua vida ativa ajuda a proporcionar uma qualidade de vida mais equilibrada, isso se ele realizar atividades físicas todos os dias, o que é imprescindível para um Border Collie. No entanto a raça pode apresentar algumas anormalidades. Dentre as principais, podemos observar a Displasia coxofemoral (espécie de encaixe errado dos ossos do quadril), displasia de cotovelo, osteocondrose e alguns distúrbios ligados aos olhos, como o CEA - Collie Eye Anomaly, doença genética que pode atrapalhar consideravelmente a visão do pet. Nas displasias, o cão pode sentir bastante desconforto e dor, fazendo com que o animal manque ao andar. Essa condição pode surgir em qualquer fase da vida, mas principalmente com a idade mais avançada. É preciso conversar com um médico veterinário sobre essa questão, uma vez que muitos borders continuam realizando suas atividades normalmente mesmo que estejam com alguma condição bastante dolorosa. Seus olhos podem apresentar um descolamento da retina que podem levar à cegueira. Por isso, estar sempre atento ao seu cão previne que doenças como essas atinjam um estágio avançado. Um andar que parece diferente, secreção em excesso nos olhos, vermelhidão, coceiras entre outras atitudes que pareçam fora do comum são sinais de que você deve levar seu peludo ao médico veterinário para fazer uma avaliação. Conhecer o canil e as informações hereditárias da família do seu filhote de border collie pode ser meio caminho para que problemas sejam evitados. A raça costuma ser mais sensível a medicamentos e produtos que possuem ivermectina. Jamais medique seu pet por conta própria, pois isso pode colocar sua vida em risco.
A personalidade do Border Collie é única e admirável. É uma raça extremamente alegre, brincalhona e muito, muito, muito ativa! Inteligentes e obedientes, são fiéis aos seus pais humanos ao mesmo tempo em que são também independentes. Estão sempre em alerta, por isso podem ficar arredios ao sinal de algum estranho se aproximando ou mesmo reagir a movimentos mais bruscos ou barulhos mais altos. O Border Collie precisa de cerca de algumas horas diárias de atividade física intensa, ou seja, essa raça precisa de pais que estejam dispostos a passar um bom tempo ao lado do seu cão. Além de exercícios, eles precisam de brincadeiras estimulantes, um tempo para treinamento e para socialização, caso contrário podem ficar ansiosos e acabar destruindo coisas na casa. Embora não seja uma raça agressiva, um border collie frustrado pode causar problemas especialmente com estranhos. Se acostumado desde novo, o border pode viver perfeitamente com outros animais sem que insista em pastoreá-los (algo que pode acontecer quando não são socializados ou corrigidos corretamente).
Quando falamos sobre inteligência e obediência, o Border Collie domina sendo considerado o cachorro mais inteligente do mundo! Isso mesmo, segundo o livro "A Inteligência dos Cães", de Stanley Coren, essa raça ocupa o primeiríssimo lugar da lista! Nesta categoria, o Border Collie se destaca por aprender comandos muito rapidamente, sem precisar de inúmeras repetições. São muito focados e atentos e, assim como utilizavam (e ainda utilizam) essa característica na função de pastoreio, toda essa concentração também se mostrou impressionante em competições caninas como o Agility, por exemplo. São tão inteligentes e competentes que as competições de Agility possuem uma categoria só para cães da raça Border Collie, já que chega a ser injusto comparar cães dessa raça com as demais.
O Border Collie tem expectativa de vida entre 12 e 15 anos, desde que tenha uma vida equilibrada e ativa, do jeitinho que eles gostam!
O Border Collie costuma soltar bastante pelo e no Brasil isso pode ser algo frequente. A escovação diária permite que o cão esteja sempre com os pelos bem brilhantes e sedosos. Já deu para perceber que atividade física é o segundo nome desses cães, né? Pois, mais do que caminhadinhas ao longo do dia, o Border Collie precisa realizar tarefas para se sentir estimulado! Faz parte da personalidade da raça gostar de realizar atividades variadas, por isso não podemos privá-los disso que, para eles, é pura diversão. Brincadeiras que estimulem esse lado como buscar a bolinha e trazer para o tutor, competições como o Agility e mesmo tarefas que ajudem em casa como pegar o jornal e trazer para casa, por exemplo. Tudo isso, além de gastar a energia do cão, estimula sua inteligência e faz com que eles fiquem muito satisfeitos! E lembre-se que eles precisam que essas atividades sejam feitas em amplos espaços abertos. Brincar de bolinha na sala de casa dificilmente vai resolver. A alimentação, assim como para qualquer raça, deve ser equilibrada, mas para cães ativos assim a atenção deve ser redobrada para ter certeza de que eles estejam recebendo a quantidade correta de nutrientes para reabastecer as energias.
Uma das primeiras coisas que chamou a atenção na raça foi o fato de os cães conseguirem dominar o rebanho apenas com agilidade e olhar. Essa característica do Border Collie também faz parte da sua convivência com os humanos Seu olhar é sempre atento e ele também utiliza esse “poder” com os humanos quando quer algo. O contrário também acontece, o Border Collie costuma ficar atento ao olhar de seu tutor tanto que, após o treinamento, cães dessa raça podem utilizar apenas um olhar de seus donos como sinal de um comando. A inteligência dessa raça vai muito além de pastorear ou pegar a bolinha. Striker é uma Border Collie famosa que entrou para o Guinness Book. Ela deteve um recorde mundial depois que conseguiu abrir a janela de um carro em 11,34 segundos. Mas não era janela elétrica, não. Era a manual mesmo! Chaser, a border collie atualmente mais famosa do mundo sabe identificar centenas de brinquedos por seus respectivos nomes. Esta border é ainda capaz de reconhecer mais de mil palavras! Collie vem da palavra celta “colley” e significa "útil" e "fiel".
Videos
Conheça mais sobre seu Border Collie