Cadastre-se e ganhe 10% OFF na primeira compra!

Estudo diz que pets pegam Covid-19, mas não transmitem

A pandemia parece finalmente estar acabando, mas os estudos seguem a todo vapor. Dessa vez, uma pesquisa da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) apontou que tanto cães quanto gatos pegam Covid-19, mas não desenvolvem ou transmitem o vírus.

cachorro com uma máscara descartável

De acordo com os dados do estudo, quando em contato com tutores positivados, 85,5% dos animais apresentam resultado negativo ao ser testado, enquanto 10,6% têm exames moleculares positivos para SARS-CoV-2, mas não manifestam sintomas.

O resultado do estudo foi baseado em amostras coletadas de 55 animais domésticos que tiveram contato com pessoas infectadas pelo Coronavírus. No total, 45 cães e 10 gatos realizaram o teste do tipo PCR (do cotonete).

Para o jornal Estadão, o médico veterinário Marconi Rodrigues de Farias, um dos responsáveis pelo estudo, explicou que o organismo dos pets não contribue para a disseminação do Coronavírus. “Possivelmente, os cães e gatos têm menos receptores para o capsídeo viral (camada de proteínas que envolve o vírus), o que impede a penetração ativa de grande carga parasitária viral em suas células”, disse.

Entretanto, o médico veterinário afirmou que o cenário pode se alterar caso haja a mutação do vírus. Por essa razão, a vacinação em massa da população, na visão dele, é o melhor caminho para a prevenção de novas cepas.

A próxima etapa do estudo da PUC-PR é avaliar se cachorros e gatos têm anticorpos contra o vírus e compreender a suscetibilidade dos pets ao vírus.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.