Gatos nos games: jogos de gatos no celular

Ter um felino em casa é muito bom. Mas ter, além dele, alguns miaus no celular para cuidar também enche nosso coração de amor, não é? Por isso separamos aqui os principais jogos de gato para celular disponíveis. Assim, no caminho para o trabalho ou durante uma fila chata, você pode sentir o amor virtual dos miaus, já que não pode estar perto do seu miau real. Confira esses gatos nos games:

Neko Atsume

O joguinho virtual japonês tem como base o jardim de uma casa que pode assumir diferentes formatos. No jardim, você coloca comida brinquedos e espera. Os gatos vem brincar. Entre os jogos de gato, esse é o mais calmo de todos, não tem muito o que fazer a não ser comprar e esperar.

Mas quando eles vem, é uma grande pilha de fofura. Eles tem diversos nomes, você pode tirar fotos e colocar no álbum e quando eles vão embora, deixam de presentes sardinhas regulares e douradas, para que você possa comprar mais brinquedos e mais comida. Existem também gatos especiais que só vêm com determinados brinquedos.

Talking Angela

A versão feminina do Talking Tom segue os mesmos comandos básicos. Repete o que você fala, faz gracinhas de todos os jeitos e é alimentada. Só que com um pouco mais de classe, já que se trata de uma gatinha. Você também pode vesti-la e enfeitá-la.

Kleptocats

O ambiente deste joguinho é um quarto bagunçado. E os gatos fazem exatamente aquilo que o título sugere: roubam. Você começa com um gatinho e manda ele ir roubar. Ele volta com uma cueca ou um ventilador. Você o recompensa com um biscoito para ele recuperar a energia. A medida que seus pontos crescem, você pode pegar mais gatos. Assim que eles roubarem tudo que há para roubar para o quarto, você muda para a cozinha ou banheiro. E assim por diante.

Sobre o autor

Larissa Moreira

Larissa Moreira

Larissa tem quatro miaus: Câmara, Ação, Gravando e Clica Fora, está no quarto ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, é apaixonada pela língua alemã, livros de fantasia, chá de camomila e pelos seus quatro bebês (que já nem são mais bebês).

1 Comentário

Deixe um comentário