Gatos podem tomar banho?

Essa é uma pergunta bem frequente dos tutores e que sempre gera muitas dúvidas. Afinal, gatos podem tomar banho? A resposta correta é: vai depender da situação. Mas calma, vamos explicar tudo certinho aqui!

gato tomando banho em uma banheira

 Comunicação Felina

Gatos são animais que, diferentemente da espécie humana, possuem a sua comunicação principalmente pela via olfatória. Como assim? 

Os felinos possuem algumas regiões do corpo, como as bochechas, testa, queixo, rabo, almofadinhas das patas e as glândulas mamárias das fêmeas, que são responsáveis por produzir substâncias químicas chamadas de feromônios. 

Os feromônios mais conhecidos (até porque já são produzidos sinteticamente) são a fração F3 do feromônio facial, o feromônio materno e o interdigital. A fração F3 e o feromônio interdigital são depositados no ambiente por comportamentos que chamamos de marcação.

 Por exemplo, ao arranhar alguma coisa ou se esfregar em algum local, o gato deposita esses feromônios e outras substâncias deixando uma “mensagem”, que posteriormente vai ser “lida” por outros gatos.

Essas mensagens carregam informações sobre estados emocionais, condições reprodutivas e também o cheiro individual desse gato, ou seja, é como se fosse a sua identidade. Quando damos banhos nos gatos, nós removemos seu cheiro natural, e ainda deixamos um cheiro diferente nele, o cheiro do shampoo. 

Então se a finalidade do banho for apenas para deixar seu gato mais cheiroso, nunca devemos dar banho em gatos

Cheiro e relação social

O cheiro é extremamente importante nas relações sociais dos gatos, e por isso eles são dotados de um olfato em média 20 vezes mais aguçado que o nosso.

Seu cérebro apresenta áreas mais desenvolvidas para esse sentido, e segundo alguns especialistas, os felinos ainda possuem “dois sistemas olfativos“: um que faz a captação dos feromônios (através do órgão Vomeronasal, localizado no “céu da boca”, bem próximo aos dentes incisivos) e o outro que faz a captação de odores (através dos epitélios olfativos).

Devido essa importância para a sua saúde e bem-estar, respeitar o olfato felino não adicionando cheiros diferentes nem no gato e nem no seu ambiente, é um dos pilares para se ter um ambiente felino saudável, proposto pelas associações internacionais (ISFM e AAFP) .

Autolimpeza

Vocês já devem ter escutado falar que gatos são seres autolimpantes, né? E isso é verdade. O comportamento do “auto-grooming” nos felinos é essencial para sua sobrevivência e adaptação. Gatos podem passar em média 30 a 50% do tempo quando estão acordados executando esse comportamento, ou 15% de um período de 24 horas.

Os gatos também possuem uma língua extremamente potente e adaptada de espículas especializadas para auxiliar no “auto-grooming“, ou seja, os gatos ainda conseguem “se pentear” perfeitamente! Olha que fantástico!

 E quais outros propósitos desse comportamento?

  • Manutenção da higiene corporal, através da limpeza de possíveis resíduos de alimentos 
  • Proteção da pele e pelagem
  • Remoção de parasitas como pulgas
  • Regulação da temperatura
  • Relaxamento etc

Vale lembrar que o excesso de lambedura pode ser um sinal de que algo não está legal na saúde física e emocional do seu gato, então caso necessário, consulte um Médico Veterinário especializado em Dermatologia e também em Comportamento Felino.

gato filhote tomando banho

E quando eu posso dar banho no meu gato?

  • Quando seu gato apresentar algum problema dermatológico, como por exemplo, uma dermatite seborréica: aqui o banho terapêutico pode ser realizado, mas sempre com a indicação de um Médico Veterinário.
  • Para remoção de sujeiras como graxas, óleos e fezes: aqui o banho pode ser liberado somente quando o gato não conseguir se limpar por meio do auto-grooming. Pensando no bem-estar felino, algumas empresas já desenvolveram linhas de produtos sem fragrância ou com fragrâncias mais fracas.
  • O uso de lenços umedecidos pode ser uma alternativa menos estressante para os gatos.

Assim como vocês, nós também amamos nossos filhos de quatro patas, e sempre prezamos pela felicidade e longevidade deles. 

Tomar banho não é um comportamento natural para os felinos, então por todos os motivos citados acima, devemos sempre pensar em qual a real necessidade do banho.   

Quem aqui concorda que o melhor cheiro é o cheiro natural do seu gatinho?

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Isabela Zitti

É Médica Veterinária Especializada em Comportamento Felino e com pós- graduação em Clínica Médica de Felinos. Possui 10 gatos ( 8 resgatados da rua) que são o amor da vida dela, e esse amor a fez dedicar-se exclusivamente ao atendimento comportamental de felinos.
Isabela possui várias certificações internacionais e realiza consultas, cursos e palestras por todo o país.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.