Hospitais Veterinários Públicos

Com o intuito de ajudar os animais de famílias carentes, em 2012 foi criado o primeiro hospital veterinário público de São Paulo no Tatuapé, zona leste da cidade. Esta conquista só foi possível graças a uma parceria entre os médicos veterinários representados pela Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais e a Prefeitura da Cidade de São Paulo.

Todos os direitos reservados a Julinho Ramos

“O hospital pretende ajudar e cuidar da saúde de cães e gatos vindos de famílias de baixa renda beneficiadas por programas de assistência do governo.”

Esse hospital pretende ajudar e cuidar da saúde de cães e gatos vindos de famílias de baixa renda beneficiadas por programas de assistência do governo, como Bolsa Família, Renda Mínima, Renda Cidadã ou equivalentes. Se uma família carente estiver interessada no serviço, mas não for cadastrada em nenhum desses programas do governo, mesmo assim ela pode usufruir dos serviços se levar os documentos que comprovem sua renda e passando por uma avaliação com assistentes sociais. O local foi tão procurado nos primeiros dias de funcionamento que logo precisou ser ampliado com um novo prédio, a duas quadras do lugar inicial. Muitos pets que nunca teriam a chance de cuidar de sua saúde foram curados, tratados e vivem muito bem e felizes, graças a esse tipo de trabalho.

O hospital é bem equipado e conta atualmente com 60 funcionários e 60 médicos veterinários, quatro consultórios, uma sala de raio x, uma sala de internação e três centros cirúrgicos. O atendimento ocorre das 7 as 18 horas, mas alguns profissionais ficam de plantão na madrugada, para cuidar dos pets muito doentes que precisam de internação.

Um novo hospital veterinário gratuito, agora na zona norte, já foi autorizado pelo prefeito da cidade para ser construído. Diversas cidades do país têm essa demanda, além de que vários moradores e amantes dos animais têm se unido com abaixo-assinados para solicitar aos órgãos públicos um hospital veterinário público, mas nem sempre é possível arcar com os custos de um estabelecimento de saúde para os bichinhos.

Embora a ideia seja linda e necessária, o hospital já passa por problemas. Muitos animais que foram transportados para serem examinados, clinicados e tratados, foram abandonados lá e hoje eles ocupam os locais que os cães doentes que chegam depois poderiam ocupar. Devido a essa superlotação inesperada, o hospital fica com o atendimento comprometido e com a capacidade reduzida.

Quem quiser adotar e oferecer um lar a um dos bichinhos que foram abandonados no hospital por seus antigos donos devem ir até o hospital veterinário na Rua Professor Carlos Zagotis, nº 3, no Tatuapé. É com trabalhos como esses que os pets, abandonados ou que o dono não tem grande poder aquisitivo, podem ter uma vida melhor e serem tratados, curados, castrados e graças a isso terão uma vida muito melhor.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário