Resgate de Animais Abandonados e Maltratados

Caminhando pelas ruas, não é difícil encontrar animaizinhos aparentemente debilitados, descuidados e com aspecto pouco atraente. Pode parecer absurda a ideia de abandonar um companheiro, mas encontrar animais abandonados é uma cena frequente no país e infelizmente, nem todas as pessoas são sensíveis para cuidar e resgatar todos eles. Quem quiser se colocar à disposição para ajudar esses bichinhos precisa tomar algumas precauções, além de muita coragem porque é uma atividade que também pode oferecer certos riscos para a saúde humana, como mordidas ou zoonoses.

Alguns direitos reservados por Andreiandrade

“Para resgatar algum cão ou gato de rua, é preciso se aproximar com cautela, porque muitas vezes eles tendem a se afastar das pessoas ou se mostrarem agressivos devido às experiências ruins que tiveram ao longo da vida.”

Para resgatar algum cão ou gato de rua, é preciso se aproximar com cautela, porque muitas vezes eles tendem a se afastar das pessoas ou se mostrarem agressivos devido às experiências ruins que tiveram ao longo da vida. O próximo passo a ser dado é o de procurar uma aproximação conquistando a confiança do bichinho com o auxílio de água e ração em comedouros e bebedouros, porque normalmente eles estarão com muita fome e sede.

Caso a pessoa que resgatou o cãozinho ou gatinho não possa ficar com ele, o ideal é que ela ofereça assistência a ele procurando um cantinho provisório em algum lugar seguro até encontrar um dono permanente e lar temporário para ele. Seria um ato heroico e respeitável se seu “dono” temporário levasse o animal ao veterinário para que ele recebesse uma análise geral de doenças, além da administração de vacinas, vermífugos e a importante castração antes de ser levado à adoção. Algumas vezes pode se fazer necessário o uso de sarnicidas e ração medicamentosa, mas se as condições financeiras do resgatante não forem suficientes para cuidar do resgatado, a ajuda de amigos e familiares pode dar uma mãozinha nesses casos.

Após esses primeiros cuidados, chegou a hora de encaminhar o animalzinho para adoção e conversar com amigos, colegas de trabalho e vizinhos para que eles ajudem na divulgação. Outras opções viáveis e de grande ajuda são as de publicar fotos nas redes sociais por meio da internet e espalhar cartazes com foto, dados do animal e contato em lugares de bastante movimento.

Se mesmo seguindo essas dicas ainda se encontre dificuldades para achar alguém que queira um novo amiguinho, a solução é entrar em contato com os responsáveis por feiras de adoção e perguntar sobre a possibilidade de colocar o cachorro na feira, onde somente animais vacinados, vermifugados e castrados são aceitos.

Quando um candidato à adoção aparecer, é necessário certificar-se de que ele cuidará bem do animal perguntando, por exemplo, sobre o motivo da adoção, se a família está de acordo e se ele terá condições de manter o bichinho. Depois disso é bom colher todos os dados do pretendente a adoção, como nome completo, endereço, telefone, e-mail e CPF. Se houver necessidade, é possível pedir para que ele também preencha um termo de responsabilidade.

Por fim fica a mensagem, abandonar animais nas ruas é crime! Portanto se alguém presenciar alguma situação de abandono o dever é denunciar, já que todos os animaizinhos merecem o carinho de uma família responsável.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

12 Comentários

  • Tem um animal na minha rua que estava passando fome e sede.
    Recolhi ele em minha casa, mas não quero porque já tem três cachorros.
    Onde deverei entrega-lo ?

  • Bom dia pessoal gostaria de saber se vocês resgatam animais abandonados. pois estou tentando achar alguém que tenha ong para poder ajudar essa cadelinha ela esta ficando durante o dia em um pet shop, porem em algumas pessoas ela avança e o pessoal já esta reclamando dela por ser uma cadela grande vai ser difícil achar um lar domestico para ela, preciso da ajuda de pessoas que a acolham e faça ela voltar a confiar nas pessoas. o pessoal dos comercios ao lado da loja onde ela fica já brigou com a dona do pet e estão ameaçando dar veneno para ela, pois acham que ela é uma ameaça a seus clientes. Desde já agradeço se puder ajuda~la, agradeço, pois tenho certeza que merece uma chance de uma vida melhor, ela é muito fofa. Obrigada pessoal

  • eu tenho ü cachorra que está presizado de uma à Judá pro que ela não enxerga e está má niha casa moro má barroca primeira intrada prisipal Vera Cruz bairo barroca pofavo mim ajudar eu tenho duas crianças eu estou dezesperada Tá

  • Na rua Silvio Romero 205 parque Marengo Itaquaquecetuba tem uma cachorrinha que deu filhotes está sendo judiada preciso que alguém venha buscar por favor atenciosamente Francisco Brito

  • Boa tarde senhores(as)!

    Pegamos um cachorro que foi atropelado para poder cuidar até melhor. Ele já esta bem.
    Gostaria de saber se vocês aceitam para doação, pois não temos condições para continuar cuidando dele.
    Ele é jovem e pequeno tem por volta de 1 ano.

    Atenciosamente,

    Leila

  • Boa tarde.
    Aqui no bairro tem um gatinho com feridas no nariz e na perna perambulando pela rua alguns meses. Não sabemos se tem dono.
    Ouvi dizer que pode ser cotricóide e que essa doença é transmissível.
    Gostaria de saber se existe alguma Ong que resgata esses animais.

  • Bom dia tenho um cachorro mudei e onde moro na o pode ter animal deixei com o dono da casa que eu morava agora está abandonado e o dono da casa falou que vai denunciar o animal o que faço estou com o coração na mao

  • Boa tarde. Hoje vi um rapaz abandonando uma cachorra na rua Epitáfio Pessoa esquina com Visconde de Pirajá, no Ipanema. Não sei com funciona, mas se alguém aqui puder conferir. O cão estava aparentemente doente!

  • Boa tarde!

    Prezados, no estacionamento da empresa que eu trabalho tem uma gata e 4 gatinhos, ja procurei no site mas não encontrei nenhum lugar para solicitar a retirada dos bichinhos, eles parecem assustados quando aproximamos, por acaso vocês teria uma dica.

    Att.

Deixe um comentário