Medicina Ortomolecular para Pets

A medicina ortomolecular tem por finalidade manter a saúde dos animaizinhos de estimação através da prevenção de doenças, baseando-se principalmente na orientação alimentar do paciente e na complementação de nutrientes como vitaminas, minerais, antioxidantes e outras substâncias importantes para o funcionamento adequado do organismo. Essa terapia também se preocupa em eliminar do organismo do pet os chamados radicais livres, que são substâncias responsáveis por diversas doenças e também pelo processo de envelhecimento.

Alguns direitos reservados por amy_kearns

A medicina ortomolecular previne e mantém o bom funcionamento do organismo dos animais de estimação através da orientação alimentar e da complementação de nutrientes.

O tratamento ortomolecular não é nada complexo e consiste na introdução de alimentos funcionais ou complementos na dieta dos pets de forma caseira e simples. Além disso, pode estar associado a outras terapias, como por exemplo, servindo como suporte no tratamento de animaizinhos com problemas digestivos ou patologias crônicas como câncer, artrose, problemas renais e cardíacos, e diabetes.

Na medicina veterinária, a utilização desse tipo de tratamento vem aumentando ao longo dos anos. Isso se deve à crescente preocupação dos donos em manter o animalzinho saudável, além de procurar tratá-los da melhor forma possível em casos de doença crônica. Portanto, quem tem um bichinho de estimação em casa e tem interesse em garantir-lhe uma vida mais saudável, deve procurar informações com o médico veterinário sobre vitaminas e suplementos que podem ser dados a eles.

No entanto, para que essas indicações sejam feitas, o médico veterinário primeiramente precisa fazer uma análise dos minerais presentes no organismo do animalzinho. Esse exame chama mineralograma e pode ser feito através de uma amostra de pelo, onde é possível identificar com precisão o desequilíbrio mineral e a presença de metais tóxicos no organismo do bichinho, que pode acarretar em graves prejuízos à saúde dele.

Além da vantagem da coleta ser indolor, existe mais uma razão para se usar os pelos. O leite, urina, saliva ou suor permitem dosar somente as substâncias ingeridas e que são eliminadas em seguida. O sangue, por sua vez, permite dosar as substâncias absorvidas e temporariamente em circulação, antes de serem eliminadas ou depositadas em algum lugar do organismo. Já os pelos, unhas e dentes são tecidos onde os minerais ficam retidos e/ou armazenados.

A aplicação da medicina ortomolecular à veterinária estende esse benefício não só aos animais de estimação mais comuns como os cães e gatos, mas também para outros tipos de pet, como os coelhos, répteis, exóticos diversos e também os selvagens ou silvestres em cativeiro, pois permite prevenir em todos eles problemas de saúde, suprir carências alimentares e também detectar desequilíbrios no meio ambiente.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

3 Comentários

Deixe um comentário