Meu cachorro não quer comer

Agora o seu filho peludo resolveu que não quer comer e nós, como mães e pais super protetores que somos, ficamos desesperados para que nossos bebês se alimentem. Bom, pode ser que você nunca passe por isso, mas não é raro que os bichinhos passem a rejeitar a comida e isso pode acontecer por diversos motivos. Então vamos lá: meu cachorro não quer comer. O que eu faço?

 Problemas de saúde

Se seu pet não está querendo comer, a primeira preocupação deve ser com relação a saúde dele. A falta de apetite pode ser um sintoma de várias doenças, (inclusive depressão que já falamos neste post aqui). No entanto, se o caso for algum problema de saúde, primeiro que ele rejeitará qualquer tipo de comida (e não somente a ração) segundo que esse sintoma virá acompanhado de outros que podem incluir: febre, vômito e diarreia, por exemplo.

Outros fator que pode afetar o apetite do seu animal é alguma dor no dente, por exemplo. Problemas dentários dificultam a mastigação e isso pode fazer com que seu bichinho não consiga comer (mesmo que tenha fome). Uma avaliação veterinária é necessária para identificar o problema e para que o tratamento correto seja feito.

Por isso se o seu cachorro não quer comer, mas também apresenta outros sintomas ou comportamentos anormais, leve-o ao veterinário o quanto antes para uma avaliação médica.

Cansado da mesmice

A ração é um alimento importante para a saúde do seu pet, já que contém vários nutrientes necessários. Mas agora você imagina só como deve ser a vida comendo somente a mesma coisa dia e noite. Dá tristeza só de pensar, né?

Claro que isso não quer dizer que você deva dar todas as comidas e guloseimas humanas para ele como chocolate, por exemplo. Isso só fará mal para o bichinho.

Existem alimentos permitidos que são tão prazeroso para eles quanto as guloseimas para nós. Frutas, legumes e petiscos próprios para cães. É uma ótima ideia servir esses alimentos para o seu bichinho ao longo do dia de forma variada e maneirada, claro.

Isso fará com que a alimentação do seu animal seja diferente e ele não fique enjoado das refeições. Mas se você exagerar na quantidade de petiscos ele não terá apetite para a ração e aí seu esforço será em vão.

Mudanças na rotina

Mudanças no dia a dia do seu cachorrinho é um grande fator para alterar o apetite dele. Mudar de casa, ficar em um lugar diferente como a casa de um parente ou hotel para cachorro, a chegada ou partida de pessoas na casa… Tudo isso pode fazer com que seu bichinho não queira comer.

O aumento da temperatura também influencia bastante. Se você viajou com seu cãozinho para uma região muito quente, ou mesmo aqueles dias de calor a cima do normal, afeta o apetite do seu animal que pode ficar mais letárgico e sem fome.

No entanto, em todos esses casos essa falta de apetite tende há durar pouco tempo, um dia no máximo! Se o sintoma persistir pode significar algum problema maior e aí é preciso procurar ajuda veterinária para uma avaliação correta.

 

Maneiras de fazer seu pet voltar a comer

Um erro muito grande que as pessoas cometem quando o animal apresenta falta de apetite, é servir um monte de comida apetitosa, mas que ele não está acostumado. Se você fizer isso, os bichinhos, que não são bobos nem nada, vão entender que se recusarem a ração, eles ganharão outros tipos de comida. Então o que vai acontecer? Isso mesmo, eles não vão mais comer a comida deles porque sabem que aí ganharão da sua comida.

Uma boa alternativa é deixar a comida do seu cachorro mais apetitosa com alguns artifícios. As rações húmidas são ótimas pra isso. Além de deixarem a ração mais molinha, elas possuem um cheiro bem forte que atrai os bichinhos. Um bom truque é misturar a ração húmida com a seca e ir tirando aos poucos, até que o seu bichinho volte a comer normalmente.

Vale lembrar que ficar trocando de ração toda hora não é saudável e pode mexer com o organismo do cachorro. Se for realizar alguma troca ela deve ser feita aos poucos, como no uso da ração húmida que acabei de citar.

De qualquer forma, siga as dicas deste post e fique atento a qualquer mudança comportamental do seu peludo. A falta de apetite pode ser algo normal uma vez ou outra, mas devemos sempre estar atentos à saúde deles.

Sobre o autor

Bruna Cela

Bruna Cela

Publicitária e aspirante a empresária. Mãe coruja da Sunny, daquelas que posta mil fotos no Instagram (como essa aí de cima). Ama tudo o que é relacionado a arte e a escrita é sua melhor ferramenta de expressão. Conversa com todos os pets que encontra pelo caminho e jura que, na maioria das vezes, eles respondem.

Deixe um comentário