Os problemas de pele em cães

Os problemas de pele em cães - Petlove - O Maior Petshop Online do Brasil

Os Problemas de Pele em Cães.

A dermatologia é a especialidade médica que estuda os problemas de pele, pelos, unhas e outros. As alterações de pele podem ser demonstrativas de outros problemas, como zoonoses, infecções bacterianas ou infecções fúngicas. Apesar de todos os cuidados em higiene e limpeza que um animal possa receber, ainda assim são suscetíveis a essas doenças devido aos micro-organismos que estão dispersos por todos os ambientes. O uso de produtos sanitizantes pode amenizar a contaminação ambiental, porém não torna o ambiente estéril.

Os problemas de pele, que podem acometer os cães, são diversos. Podem-se citar acne, alergias, bernes, bicho geográfico, carrapatos, escaras de decúbito, manchas de lágrima, leishmaniose, micoses, piodermatite, piolhos, sarnas e seborreia. Alguns deles, como a escara de decúbito, podem ter uma solução fácil, como o uso de almofadas, que amenizam e evitam o atrito da pele com o piso e, consequentemente, diminuem o processo de espessamento da pele (o que define a formação da escara).

Quando suspeitar de algum problema de pele, é importante levar o pet a uma consulta com um médico veterinário, que talvez solicite exames complementares, para definir com precisão o diagnóstico. Ainda pode haver a necessidade de que sejam solicitados exames laboratoriais como o parasitológico do raspado de pele, parasitológico do cerume (secreção do ouvido), citologia da pele lesionada, cultura bacteriana, cultura fúngica e, caso necessário, uma biópsia e exame histopatológico, para um diagnóstico mais aprofundado.

Quando se estiver realizando o tratamento do animal, deve-se redobrar os cuidados com higiene, principalmente porque a maioria das doenças de pele são zoonóticas, isto é, podem acometer os seres humanos também. Como, por exemplo, a leishmaniose, sarna e micoses. Maior frequência de banhos, uso de tapetes higiênicos e alimentação especial podem se necessários. Lembre-se, também, de sempre lavar as mãos após o contato com o animal, especialmente no período de convalescença.

A pele é o maior órgão do corpo e deve contar com cuidados específicos. Também é válido prestar atenção aos  pelos e unhas do pet, pois são excelentes reflexos do estado de saúde do animal, seja a respeito de infecções, ou sobre a qualidade da nutrição. Portanto, o aspecto da pele deve ser analisado, não apenas sob a ótica estética, mas como uma ferramenta para definir a saúde do pet, pois, como os bichos de estimação não falam, todas as ferramentas de observação e manutenção da saúde se fazem necessárias.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

1 Comentário

  • Tenho uma Poodle com 6 meses e ela esta tendo muito carrapato,tenho usado o medicamento que coloca nas costas todo mes,e uma coleirinha,mas nao esta adiantando ela continua tendo muito carrapato. Preciso de uma orientação se possive,l o nome de algum remedio,ou vacina se existir…obgda Eunice

Deixe um comentário