Pedigree: você sabe o que é?

Pedigree é uma palavra que muito se ouve, mas pouco se sabe sobre sua importância ou mesmo seu significado. Apesar de não se aplicar a todos os animais, se seu bichinho possui pedigree é importante que você faça questão de ter em mãos esse documento. Vou te explicar melhor sobre isso.

Significado de Pedigree

Segundo o dicionário Michaelis, a definição de pedigree é:

  1. Genealogia ou linhagem de um animal de raça, especialmente cachorro ou cavalo.
  2. Documento que confirma essa linhagem.

É o certificado de registro (CR) oficial do animal. Estilo o nosso RG, o pedigree é o documento do seu bichinho, que vai atestar a linhagem pura de sua raça, além de servir como “título de propriedade”, isto é, comprovar que você é o tutor daquele pet.

Importância do pedigree

O pedigree garante que o animal venha de uma linhagem pura de raça, sem misturas. Ok, isso já estendemos. Mas por que isso importa?

Ao conhecer a árvore genealógica no seu animal você conhece mais sobre suas origens garantindo menos chances de o bichinho possuir qualquer tipo de doença ou condição genética. Ele também evita futuros cruzamentos consanguíneos.

Além disso, principalmente se você quiser inscrever seu pet em alguma competição, ele deve ter todas as características pertinentes à raça pura, sem nenhuma alteração de cor, formato e etc.. O pedigree vai comprovar que o animal possua todas essas características.

Informações presentes no documento

Bom, já que o pedigree é um documento tão importante, ele deve ter muitas informações sobre o animal certo? Certo!

Primeiro que ele deve conter os traços genéticos até a terceira geração do animal. Ou seja, possuir os registros dos pais, avós e bisavós do pet. O documento também conta com informações como: raça, sexo, peso, tamanho, cor, tipo do pelo, variações, nome do proprietário e nome do criador e aquelas informações dos  ascendentes do animal até a terceira geração como já disse.

Modelo. Fonte: webanimal

Como obter o pedigree

Ao contrário do que muitos pensam, não é um documento caro de se obter e ele deve ser oferecido pelo canil de onde vier seu pet.  A Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC ) é o único órgão do país que pode emitir esse certificado. O canil deve ser o responsável por dar entrada no pedido mesmo antes do nascimento da ninhada, de forma que os filhotinhos já nasçam com o pedigree.

Se você tem um pet sem o registro, você pode fazer o RI (registro inicial). Basta ir até um Kennel Club onde o bichinho será avaliado para atestar que ele é de raça pura.

Vale lembrar que não são todos os cachorros que podem ter o certificado, apenas aqueles que possuem a raça registrada  no CBKC, que totalizam cerca de 350 raças.

 

 

Sobre o autor

Bruna Cela

Bruna Cela

Publicitária e aspirante a empresária. Mãe coruja da Sunny, daquelas que posta mil fotos no Instagram (como essa aí de cima). Ama tudo o que é relacionado a arte e a escrita é sua melhor ferramenta de expressão. Conversa com todos os pets que encontra pelo caminho e jura que, na maioria das vezes, eles respondem.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.