Pesquisa identifica diferentes tipos de humanos que possuem gatos

Em qual perfil de pai ou mãe de gato você se encaixaria? Naquele totalmente liberal, que deixa o felino ir à rua a hora que quiser e inclusive passar alguns dias fora de casa, ou aquele perfil mais controlador, que não vai dormir sem antes conferir, mais de uma vez, se todas as portas da casa estão fechadas e impedindo que o bichinho fuja de madrugada para dar suas bandas por aí?

Como você sabe, nós aqui do Blog, somos totalmente favoráveis que o gato tenha uma vida 100% domiciliada, pois as voltinhas pela rua podem representar grandes riscos para a vida do pet, que pode contrair alguma doença, se envolver em alguma briga ou acidente, além de voltar para casa trazendo algum parasita como, por exemplo, vermes, pulgas e carrapatos.

Gato-pesquisa-Petlove

O mundo ideal é que em casa o gato consiga ter as mesmas atividades que realizaria na natureza: caçar, correr, arranhar, pular, ficar em lugares altos, entre outros. E é possível oferecer tudo isso com a proteção e conforto do lar com brinquedos, arranhadores, prateleiras, tocas e demais opções que você encontra no nosso site.

Cinco tipos de pais e mães de gatos

Uma pesquisa realizada no Reino Unido, pela Universidade de Exeter, classificou os “gaiteiros” em cinco perfis diferentes – do superprotetor ao liberal nato. E se você ficou curioso pra saber em qual deles você se encaixaria, pode fazer o teste clicando aqui (em inglês). Confira abaixo o descritivo de cada perfil e depois deixe pra gente um comentário:

1- Cuidadores conscientes, aqueles que se preocupam sobre o impacto de seus animais na vida selvagem e que se sentem responsáveis por isso.

2 – Os protetores preocupados, que focam na segurança de seus gatos.

3 – Os guardiões tolerantes, que não apoiam as caçadas de seus animais, mas aceitam.

4 – Os defensores da liberdade, que se opõem a qualquer restrição comportamental.

5 – Os adeptos do “seja feita sua vontade”, que nem mesmo conhecem as atitudes predatórias de seus pets. 

Se a pesquisa indicou que você é um pai ou mãe de gato mais liberal, nossa sugestão é que você reflita melhor sobre os riscos aos quais o seu felino está exposto e pense com carinho numa vida domiciliada. Converse com um médico veterinário especializado em comportamento felino para pegar dicas com ele e proporcionar o melhor estilo de vida ao seu peludinho.

Ouça o mais novo episódio do Podcast Petlove:

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

4 Comentários

  • Sou totalmente contra a vida 100% domiciliada. Eles são animais, não humanos. Eles tem seus instintos e necessidades que nós humanos não temos como suprir 100%. Se acidentes acontecerem, isso é da vida, acontece com nós humanos também, levamos ao médico e fazemos o que for possível. Pra mim prender um gato dentro de casa é como colocar um passarinho na gaiola, É ERRADO!
    Ah, tenho oito gatos.

  • Gostei da classificação dos pais dos pets, me considero o número 2, pois me preocupo com a alimentação, desenvolvimento ,brincadeiras e as famosas fugas das minhas gatas. Esse é o meu perfil

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.