Polícia Ambiental apreende 13 pássaros silvestres e um tamanduá

Polícia Ambiental apreende 13 pássaros silvestres e um tamanduá Nós da Pet Love somos totalmente contra o tráfego de animais, somos a favor da posse consciente e do bem estar animal, não podemos ficar passivos com essa violência a natureza e ao bom senso. Por isso usamos esse espaço para espalhar notícias desse gênero, para evitar que outras pessoas caiam no mesmo crime.

Policiais militares do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) apreenderam 13 pássaros silvestres nos municípios de Alegre e São José do Calçado e recolheram um tamanduá mirim em Guaçuí, na sexta-feira (30). Os pássaros foram encaminhados para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Cachoeiro de Itapemirim e o tamanduá foi solto no Parque Municipal Ênio Fazolo no município de Guaçuí.

Os militares que atuam na Região do Caparaó estiveram nos distritos de Vila do Café, município de Alegre, e São Benedito, município de São José do Calçado, onde realizaram a apreensão de quatro trinca-ferros, um catatau, oito coleiros, 12 gaiolas, uma anilha, quatro alçapões e uma rede para captura de pássaros.
Foram registrados os boletins de ocorrência e cinco pessoas que estavam com os pássaros, de forma irregular, sem a autorização do Ibama, deverão ser intimadas a comparecer às Delegacias dos respectivos municípios.
A pena prevista para tal crime é de detenção de seis meses a um ano e multa. A multa por manter pássaros em cativeiro sem a devida licença é de R$ 500,00 por unidade sendo que, no caso de espécie em vias de extinção, o valor chega a R$ 5.000,00 por indivíduo.
Polícia Militar Ambiental orienta e incentiva as pessoas para que não mantenham animal silvestre em cativeiro de forma irregular e, caso queiram fazer a entrega espontânea, que procurem uma sede do BPMA mais próxima, não imputando ao cidadão nenhum tipo de responsabilidade penal.
Já no Centro de Guaçuí, uma equipe da Polícia Militar Ambiental foi acionada para realizar o recolhimento de um tamanduá que se encontrava em um cômodo nos fundos de uma residência. No local foi constatado que se tratava de um tamanduá mirim ou tamanduá-de-colete (Tamanduá tetradactyla), macho, pesando cinco quilos.
Segundo o Ibama o tamanduá recolhido não está ameaçado de extinção, contudo, em função principalmente do desmatamento no Espírito Santo, a sua população vem decrescendo a cada ano. O animal foi avaliado e por estar em boas condições de saúde, foi realizada a soltura na manhã deste sábado (1º) na mata do Parque Municipal Ênio Fazolo no município de Guaçuí, onde o animal terá contato com outros de sua espécie.
Fonte: http://eshoje.jor.br/?p=61907

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

Deixe um comentário